Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar e interdisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas em diversos aspectos, como:
tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.
Você pode seguir nossos outros canais de notícias.
Escolha:
Aqui, você pode cadastrar seu e-mail, logo abaixo, na coluna à sua direita.
Ou escolher entre:
WhatsApp
Telegram

Notícias sobre Fibromialgia e Saúde.
Não são grupos interativos.

Discutimos ações em parcerias com pacientes e parlamentares, na busca por políticas públicas que dignifiquem e tragam à tona assuntos e benefícios importantes para nossa qualidade de vida.

TRADUTOR

Siga-nos por e-mail

terça-feira, 22 de junho de 2021

Pontos importantes para pensão por incapacidade permanente - ESPANHA.



Introdução:

Precisamos ter conhecimento sobre o sistema de aposentadoria em outros países. Alguns pontos poderíamos adaptar ou mesmo usar no Brasil, através de pleitos legislativos.


Portanto, é importante sabermos quais são as políticas públicas no mundo para o universo dos pacientes fibromiálgicos. 

A fibromialgia é uma doença que pode ser motivo para receber uma pensão por invalidez permanente na Espanha


A Espanha não possui uma lista de doenças específicas que dão direito a receber uma pensão de invalidez permanente . Tribunal Médico da Previdência Social é responsável por avaliar cada caso de forma independente e conferir o direito ao recebimento do referido benefício .

Assim, uma doença comum para acessar deficiência permanente é a fibromialgia. Para avaliar essa patologia como potencial deficiência permanente, o Tribunal Médico estuda os chamados 'pontos-gatilho' e o conhecido como Questionário de Impacto da Fibromialgia (FIQ) .

Assim, conforme relatado por 'CampmanyAbogados' , existem três tipos de afetação na qualidade de vida das pessoas devido à fibromialgia. Porém, para determinar um tipo de pensão por invalidez permanente para fibromialgia, os mais avaliáveis ​​são as sequelas deixadas pela doença no paciente.

Na maioria dos casos, se for um grau leve de doença, embora possa ter algum impacto no emprego, não é provável que seja reconhecido para ter acesso a uma pensão com essas características. No entanto, deve-se ter em mente que cada caso é diferente.

O que é fibromialgia?

A fibromialgia é uma doença caracterizada por dor musculoesquelética generalizada e sensação dolorosa em áreas específicas. A dor da fibromialgia é semelhante àquela sentida nas articulações, mas não é uma doença articular.

É uma doença comum entre 2% e 6% da população, principalmente em mulheres, devido às suas características fisiológicas.
Os sintomas da fibromialgia são dor e rigidez por todo o corpo, cansaço, fadiga, problemas de memória, depressão, ansiedade, dores de cabeça, síndrome do intestino irritável, formigamento nas mãos e pés, dores no rosto e problemas para dormir.

Pensão por invalidez permanente total ou absoluta


A fibromialgia moderada pode ser objeto de pensão total por invalidez permanente , principalmente para quem exerce profissões que exigem grande esforço físico.

Porém, também há casos de profissões um pouco mais sedentárias que obtiveram invalidez permanente total, pois a fibromialgia estava associada a outras doenças.

Assim, quando a fibromialgia atinge o grau III pode ser causa para a obtenção de uma incapacidade permanente absoluta e se também existem outras patologias significativas como fadiga crónica, depressão ou lombalgia.

Tipos de deficiência permanente

Geralmente, existem quatro tipos principais de invalidez permanente para os quais uma pensão pode ser recebida na Espanha. Assim, a principal diferença entre os dois é o grau de capacidade de trabalho que a pessoa afetada apresenta:

  • Parcial:  Gera no trabalhador uma diminuição não inferior a 33% no desempenho de sua profissão habitual:
  • Total:  Neste caso, impossibilita o trabalhador de exercer a sua profissão habitual, mas pode desenvolver outra actividade laboral, cujo grau de deficiência o permita.
  • Grande Deficiência:  O trabalhador necessita da ajuda de outras pessoas para poder realizar os atos mais essenciais da vida.
  • Absoluto:  Desabilita o trabalhador para qualquer profissão ou comércio.

Da mesma forma, para acessar cada um desses tipos de deficiência permanente é necessário atender a requisitos específicos. Da mesma forma, o tribunal médico seguirá diretrizes específicas para determinar os diferentes graus de deficiência.

2 comentários:

  1. Boa tarde,

    Pelo que entendi na Espanha as Autoridades,juiz e médicos conhece a necessidade e dificuldades do passiente. No meu caso,depois de várias tentativas, o perito aprovou o meu relato e atestados médicos. Mas o juiz recusou por não ter pago o INSS.
    Só pago uma vez por ano, pelo fato de esta desempregada.

    Atenciosamente,
    Sinara Costa
    (33)9 9803-8702
    sinaracosta110@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde. Primeiramente, sugerimos que não divulgue seus dados pessoais em sites ou redes sociais.
      As notícias sobre outros países é para sabermos como os pacientes conseguem tratamentos em outras partes.
      Quanto ao Brasil, os benefícios do INSS (Previdência Social), são concedidos a quem tem status de contribuinte (quem paga as contribuições). Como você informa que está desempregada, para saber se existe algum benefício assistencial que lhe ampare, você pode entrar em contato com a Assistente Social na prefeitura em sua cidade e será informada se há algo que possa lhe ajudar.
      Quanto a leis que amparem os pacientes fibromiálgicos, há algumas no Congresso Nacional e temos outras publicações aqui no site sobre isto.

      Boa sorte com a Assistente Social. Abraço fraterno. #assessora

      Excluir

O que achou da matéria? Ajudou-lhe de alguma forma? Deixe sua opinião e seu comentário: Agradecemos!