Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.

Quer saber o que é FIBROMIALIGIA? na coluna ao lado esquerdo das postagem clique no link "Mas o que é fibromialgia"


TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador Acupuntura. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Acupuntura. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Pacientes do SUS podem receber sessões de acupuntura em Santa Cruz

27/01/2020 22h09

Tratamento complementar é oferecido desde agosto do ano passado. 60 pessoas já usufruíram 
 


Pessoas que sofrem de depressão, fibromialgia, cefaleia e enxaqueca, osteoartrite ou estão em recuperação pós-cirúrgica agora têm a possibilidade de usufruir dos benefícios de uma terapia alternativa milenar. Desde agosto do ano passado a rede municipal de saúde oferece a acupuntura como tratamento complementar à medicina convencional.

Atualmente cerca de 60 pacientes já usufruíram da técnica, que faz parte das chamadas práticas integrativas e complementares (PICs) do SUS. A maior parte da demanda é referente a casos de tendinite, fibromialgia, lombalgia e cervicalgia. Na primeira sessão já é possível sentir os benefícios e o tratamento resulta também em uma significativa redução no uso de medicamentos.
As sessões de acupuntura ocorrem no Ambulatório Central, na Rua Ernesto Alves nº 858, e também na ESF Cohab. Os encaminhamentos são feitos pelos médicos da rede de atenção básica. O serviço contempla as unidades de saúde que integram o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) – Cristal, Dr. Pedro Eggler, Faxinal, Glória, Linha Santa Cruz 1 e 2, Margarida, Menino Deus, Progresso, Rio Pardinho e Viver Bem – a ESF Cohab, com abrangência dos bairros Cohab e Avenida, e usuários da Unidade Municipal de Referência em Saúde do Trabalhador (Umrest).

Os atendimentos acontecem nas segundas, terças e sextas-feiras à tarde e também nas sextas pela manhã, com o médico Gilberto Gonçalves, no Ambulatório Central. Nas quintas-feiras de manhã, as sessões são realizadas pela enfermeira Carina Suzana Pereira Corrêa, na ESF Cohab.

texto original
http://www.gaz.com.br/conteudos/regional/2020/01/27/161041-pacientes_do_sus_podem_receber_sessoes_de_acupuntura_em_santa_cruz.html.php

O que a ciência diz sobre os tratamentos de acupuntura

Apesar de sua popularidade, as opiniões sobre a prática ainda geram controvérsias

11/08/2020 13:25 
                    (foto: Antonika Chanel)

acupuntura é uma das práticas mais difundidas entre as pessoas que buscam medidas alternativas para tratar dores corporais. Geralmente, esses pacientes recorrem à acupuntura para tratar dores crônicas e até mesmo depressão . 

Recentemente, pesquisadores da Universidade Rutgers relataram que a combinação da agulha do acupunturista com uma corrente elétrica pode produzir um novo tratamento para inflamações graves. No entanto, muitos cientistas olham com ceticismo para a prática.

Existem fortes evidências de que a acupuntura é eficaz para condições de dor crônica. Para a depressão, estudos mostram que a acupuntura é um complemento útil para o tratamento convencional.

Em um estudo recente, os pacientes que tomaram antidepressivos e receberam acupuntura tiveram um desempenho significativamente melhor do que aqueles que apenas tomaram medicamentos. Os pacientes que receberam aconselhamento, além da medicação, receberam um benefício semelhante ao do grupo de acupuntura.


O que dizem os cientistas


Cientistas, no entanto, debatem o uso da prática. Edzard Ernst , professor emérito de medicina complementar na Universidade de Exeter, afirma que "a maioria dos estudos que examinam a eficácia da acupuntura não são rigorosos. Aqueles que são mais rigorosos não mostram que a acupuntura é mais do que um placebo no controle da depressão".

Já Harriet Hall , médica aposentada e cirurgiã de voo da Força Aérea dos EUA, diz que "as evidências publicadas sobre acupuntura indicam que o tratamento pode ser útil para dor e possivelmente para náuseas e vômitos pós-operatórios, mas não para quaisquer outras indicações. Todas as evidências são compatíveis com a hipótese de que a acupuntura não passa de um placebo".


Por que é tão difícil provar a eficácia da acupuntura? 


Essa é uma discussão antiga, que surgiu  a partir do crescimento da utilização da acupuntura por pacientes no mundo inteiro. Mas por que é tão difícil mostrar a eficácia desse método? Para Hugh MacPherson, pesquisador sênior da Universidade de York, na Inglaterra, os ensaios de acupuntura envolvem muita variabilidade, especialmente em relação à depressão. "A depressão é comumente experimentada com outros sintomas. Por exemplo, a população de pacientes com depressão que recrutamos em um estudo incluía cerca de 50% com dor crônica. Essa variabilidade cria o que podemos chamar de “ruído”, tornando mais difícil ver se uma intervenção como a acupuntura funciona", diz.
Já Shu-Ming Wang, do Departamento de Anestesiologia e Cuidados Perioperatórios da Universidade da Califórnia, afirma que existem várias técnicas de estímulo, período de acompanhamento e desenhos de estudo usados pelos pesquisadores em ensaios clínicos. "Assim, quando agrupamos todos os dados de uma doença, o significado pode não estar lá. Além disso, a crença dos participantes afeta significativamente os resultados da intervenção". 
texto original

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Um Guia Visual da Acupuntura


Um Guia Visual da Acupuntura

acupuncture in womans back

O que é acupuntura?

A acupuntura é uma prática antiga de cura da medicina tradicional chinesa, na qual agulhas finas são colocadas em pontos específicos do corpo. É usado principalmente para aliviar a dor, mas também tem sido usado para tratar outras condições. Mais de 3 milhões de americanos usam acupuntura, mas é ainda mais popular em outros países. Na França, por exemplo, uma em cada cinco pessoas tentou acupuntura.

human models with pressure points

Como funciona a acupuntura

A acupuntura busca liberar o fluxo da energia vital do corpo ou "chi", estimulando pontos ao longo de 14 vias de energia. Os cientistas dizem que as agulhas fazem com que o corpo libere endorfinas - analgésicos naturais - e podem aumentar o fluxo sanguíneo e alterar a atividade cerebral. Os céticos dizem que a acupuntura funciona apenas porque as pessoas acreditam que sim, um efeito chamado efeito placebo.

acupuncture needles

A acupuntura dói?

As agulhas de acupuntura são muito finas e a maioria das pessoas não sente dor ou muito pouca dor quando é inserida. Eles costumam dizer que se sentem energizados ou relaxados após o tratamento. No entanto, as agulhas podem causar dor temporária.

acupuncture in lower back

Acupoint: dor lombar

Se os tratamentos padrão não aliviarem sua dor lombar crônica, a acupuntura pode fazer o trabalho, e dois grupos médicos respeitados sugerem que as pessoas nessa situação experimentem. Um grande estudo descobriu que tanto a acupuntura real quanto a "falsa" funcionavam melhor que os tratamentos convencionais para dores nas costas que duravam mais de três meses. O júri ainda está em acupuntura para dor de curta duração (aguda) na região lombar.

forehead acupuncture

Acupoint: dores de cabeça

A acupuntura pode ajudar a aliviar enxaquecas ou dores de cabeça tensionais. Dois grandes estudos descobriram que as pessoas que receberam acupuntura tiveram menos dias com dores de cabeça tensionais do que aquelas que receberam tratamento convencional.

neck acupuncture

Acuponto: Fibromialgia

Estudos que testam como a acupuntura funciona contra a dor da fibromialgia tiveram resultados mistos. Alguns mostraram que isso proporcionou alívio temporário da dor, mas outros não. Um pequeno estudo da Clínica Mayo sugeriu que a acupuntura pode reduzir outros dois problemas de fibromialgia: fadiga e ansiedade. Mas, no geral, ainda não há evidências suficientes para provar que a acupuntura funciona para a fibromialgia.

knee acupuncture

Acupoint: dor da artrite

A acupuntura pode ser uma adição útil ao tratamento convencional para osteoartrite, diz o Instituto Nacional de Artrite e Doenças Musculoesqueléticas e de Pele. E algumas das pesquisas mais promissoras e precoces mostraram que a acupuntura diminuiu a dor da artrite no joelho. No entanto, são necessárias mais pesquisas para provar, sem dúvida, que é eficaz para a osteoartrite.

arm acupuncture

Acupoint: Síndrome do túnel do carpo

A acupuntura foi testada e comparada com pílulas esteróides para a dor nas mãos e braços da síndrome do túnel do carpo. Pesquisadores em Taiwan deram a um grupo oito tratamentos de acupuntura, durante cerca de um mês, e esses pacientes relataram mais alívio, por mais tempo, do que o grupo que tomava remédios. Embora estudos como esse tenham sido promissores, ainda são necessárias mais evidências para confirmar que a acupuntura é eficaz para a síndrome do túnel do carpo.

needle in hand pressure point

Acupoint: Dor Dentária

A acupuntura proporciona alívio da dor da extração dentária ou cirurgia dentária, mas a acupuntura falsa também, alguns estudos mostram. Ainda assim, a dor dentária é considerada por muitos uma das condições que responde à acupuntura.

acupuncture in toes

Acupoint: Outra Dor

As pessoas tentaram acupuntura para dores no pescoço, dores musculares, cotovelo de tenista e cólicas menstruais, na esperança de evitar medicamentos e seus efeitos colaterais. A Organização Mundial da Saúde lista 28 condições diferentes que às vezes são tratadas com acupuntura. Nos EUA, uma revisão do National Institutes of Health exigiu pesquisas robustas para verificar a promessa que a acupuntura mantém para muitas condições diferentes.

man receiving head massage

Um impulso para a medicina da dor

A acupuntura pode proporcionar alívio adicional da dor quando é usada junto com remédios para dor ou outra terapia, como massagem. A acupuntura pode reduzir a necessidade de medicamentos e melhorar a qualidade de vida das pessoas com dor crônica.

model hand showing pressure points

Acupoint: Náusea

A acupuntura no ponto de acupuntura do pericárdio (P6) no pulso pode reduzir os sintomas de náusea e vômito, mesmo após tratamentos com medicamentos contra o câncer ou cirurgia. Os estudos compararam 10 métodos diferentes de acupuntura - incluindo agulhas, estimulação elétrica e acupuntura - a medicamentos que bloqueiam náuseas ou vômitos e descobriram que os tratamentos de acupuntura funcionavam.

hand acupuncture

Cuidados com acupuntura e câncer

Como a acupuntura pode diminuir a dor, náusea e vômito, às vezes é usada para ajudar as pessoas a lidar com os sintomas de câncer ou quimioterapia. Também pode ajudar a gerenciar as ondas de calor associadas ao câncer de mama. Certifique-se de conversar com seu médico primeiro e procure um médico com experiência em trabalhar com pacientes com câncer.

stomach acupuncture

Acupuntura e Fertilidade

Celebridades como as cantoras Celine Dion e Mariah Carey creditaram a acupuntura - usada junto com tratamentos de infertilidade - para ajudá-las a engravidar. Uma revisão de estudos médicos confirma essa visão, sugerindo que a acupuntura pode aumentar a eficácia dos tratamentos de fertilidade. Uma teoria sustenta que a acupuntura ajuda a reduzir o estresse e aumentar o fluxo sanguíneo para os ovários.

ear acupuncture

Acupuntura para parar de fumar?

A acupuntura tem sido usada para uma variedade de outras condições, incluindo a cessação do tabagismo, insônia, fadiga, depressão e alergias. A evidência é mista na melhor das hipóteses para alguns usos da acupuntura. Por exemplo, agulhas de acupuntura colocadas no ouvido externo para ajudar as pessoas a parar de fumar não funcionam, segundo estudos.

young boy receiving acupuncture

Acupuntura e Crianças

A acupuntura é geralmente considerada segura para crianças, desde que você esteja usando um profissional licenciado que siga os padrões recomendados. É usado principalmente para controlar dores, náuseas e vômitos após cirurgia ou tratamento medicamentoso contra o câncer. As evidências científicas não apóiam o uso da acupuntura para tratar o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade.

woman talking to doctor

Quando considerar a acupuntura

Como a acupuntura raramente causa mais que efeitos colaterais leves, é uma alternativa potencial aos medicamentos para dor ou tratamentos com esteróides. Também é considerado um medicamento "complementar" que pode ser usado junto com outros tratamentos. É melhor discutir o uso da acupuntura com seu médico.

close up of needle tip

Riscos de acupuntura

Embora a acupuntura seja geralmente segura e problemas sérios sejam raros, existem alguns riscos. Agulhas que não são estéreis podem causar infecção. Certifique-se de que seu médico use agulhas estéreis que são jogadas fora após um uso. Em alguns pontos de acupuntura, as agulhas inseridas muito profundamente podem perfurar os pulmões ou a vesícula biliar ou causar problemas nos vasos sanguíneos. É por isso que é importante usar um profissional bem treinado em acupuntura.

red blood cells

Quem não deve usar a acupuntura

Pessoas com distúrbios hemorrágicos ou que tomam anticoagulantes podem ter um risco aumentado de sangrar. A estimulação elétrica das agulhas pode causar problemas para pessoas com marca-passos ou outros dispositivos elétricos. As mulheres grávidas devem conversar com seu médico antes de fazer acupuntura. É importante não pular os cuidados médicos convencionais ou confiar apenas na acupuntura para tratar doenças ou dores graves.

acupuncture neon sign

Escolhendo um praticante

É importante receber tratamento de alguém que cumpriu os padrões de educação e treinamento em acupuntura. Os estados variam em seus requisitos de licenciamento. Existem organizações nacionais que mantêm padrões, como a Academia Americana de Acupuntura Médica (um grupo de médicos) ou a Comissão Nacional de Certificação de Acupuntura e Medicina Oriental (NCCAOM).

moxibustion acupuncture

Variações da acupuntura

Várias outras terapias usam uma maneira diferente de estimular os pontos de acupuntura. A moxabustão envolve a queima de moxa, um feixe de artemísia seca e folhas de absinto, que podem ser usadas para aquecer as agulhas de acupuntura ou aquecer a pele. A eletroacupuntura adiciona estimulação elétrica às agulhas. Outra variação recente usa agulhas a laser que são colocadas (mas não na) pele.

acupressure massage

Acupressão vs. Acupuntura

Se você tem medo de agulhas, pode conseguir o mesmo efeito com a acupressão. A acupressão envolve pressionar ou massagear os pontos de acupuntura para estimular as vias de energia. As comparações científicas de acupuntura e acupuntura são limitadas, mas a acupuntura demonstrou ser eficaz na redução de náuseas e na dor do parto.

Tradução do texto

domingo, 25 de março de 2018

Acupuntura no tratamento da fibromialgia

 25/03/2018 AcupunturaColunistas
acupuntura

fibromialgia é uma síndrome não inflamatória que se manifesta no sistema musculoesquelético através de dor crônica generalizada, associando‐se com frequência a outros sintomas, como cansaço crônico (fadiga), insônia ou sono não reparador e alterações do humor como ansiedade e depressão, dificuldade de concentração e alterações de memória, cefaleia recorrente, palpitações, parestesias e diarreia. A dor habitualmente demonstra exacerbação após a atividade física e há pacientes que referem intensificação da mesma à exposição ao frio e à umidade.
O diagnóstico é feito com base em dados clínicos e exame físico, e frequentemente longo tempo após o paciente ter procurado auxílio médico, dada a diversidade dos sintomas e a concomitância com artropatias inflamatórias e patologias dolorosas cervicais e lombares. Estão presentes pontos dolorosos detectados ao exame físico (tender points), em regiões anatomicamente determinadas, e classicamente a detecção de onze de dezoito desses pontos determina o diagnóstico, embora pacientes com menos de onze pontos dolorosos possam ser considerados fibromiálgicos na presença dos outros sintomas sugestivos descritos acima.
Não existe uma etiologia definida, mas sabe-se que os pacientes diagnosticados com fibromialgia apresentam alterações de neurotransmissores que resultam numa sensibilização central, que se traduz numa hipersensibilidade aos estímulos dolorosos. A origem da fibromialgia está relacionada à interação de fatores genéticos, neuroendócrinos, psicológicos e distúrbios do sono. As alterações nos mecanismos de percepção de dor atuam como fator que predispõe o indivíduo à fibromialgia, frente a processos dolorosos, a esforços repetitivos, à artrite crônica, a situações estressantes como cirurgias ou traumas, processos infecciosos, condições psicológicas e até retirada de medicações, como corticosteroides.
O tratamento para qualquer condição dolorosa crônica deve ter um enfoque multidisciplinar no sentido de se promover a melhora da qualidade de vida dos pacientes. O uso de antidepressivos como amitriptilina/fluoxetina ou ciclobenzaprina está indicado para controle da dor e da fadiga, além de melhorar a qualidade do sono. Mais recentemente a venlafaxina vem sendo empregada para os pacientes que apresentam um componente importante de transtornos depressivos ou ansiosos.
Uma vez que a acupuntura comprovadamente consegue modular a produção/ação de neurotransmissores e atua no mecanismo de controle da dor, vem sendo cada vez mais recomendada como tratamento complementar à fibromialgia. Em geral, os pacientes fibromiálgicos que procuram a acupuntura já vem com uma história de estar há longo tempo à procura da solução para suas dores e já usaram várias medicações; apresentam múltiplas queixas e mostram-se resistentes tanto ao acompanhamento psicoterápico quando ao uso de antidepressivos, procurando soluções imediatas inclusive com métodos alternativos sem comprovação. Caracteristicamente iniciam várias terapias mas não persistem no tratamento, o que dificulta a avaliação da sua eficácia.
Em primeiro lugar, é necessário conscientizar esses pacientes de que todas as queixas apresentadas fazem parte da mesma patologia, e na medida em que o tratamento evolui os sintomas podem ser atenuados os desaparecer, em tempos diferentes. Costumo explicar que o controle do quadro álgico pode ser alcançado desde que o paciente tenha foco e disciplina para seguir as nossas recomendações. Reitero a importância do tratamento medicamentoso sob orientação do especialista, a necessidade de exercícios regulares e do acompanhamento psicoterápico. Uma vez garantida a adesão a esses três pilares, acrescento a importância do controle do peso e da modificação de determinados padrões alimentares. Para a Medicina Tradicional Chinesa, a síndrome dolorosa está associada também ao acúmulo de umidade é necessário retirar do cardápio alimentos que promovem retenção da umidade. Uma redução de peso corporal de cerca de sete a dez por cento do peso total já melhora a mobilidade de músculos e articulações além de melhorar a autoestima e a qualidade do sono.
Inicialmente recomendo sessões de acupuntura uma ou duas vezes por semana, e os pontos utilizados são selecionados de acordo com o diagnóstico feito pela Medicinal Tradicional Chinesa. Em geral os pacientes começam a referir melhora ao final da segunda semana de tratamento, que passa a ser semanal então por um período mínimo de três meses.
Um estudo realizado para avaliar a eficácia da acupuntura no tratamento da fibromialgia¹ indica que a acupuntura mostrou ser eficaz na redução imediata da dor em pacientes portadores de fibromialgia, com um tamanho de efeito (effect size) bastante significativo. Além do controle da dor, os pacientes tiveram resultado positivo também na qualidade do sono, no controle da depressão e da ansiedade.
A Revisão da Biblioteca Cochrane publicada em maio de 2013 concluiu que há evidências de baixa a moderada qualidade, comparada ao não tratamento e ao tratamento padrão, de que a acupuntura melhora a dor e a rigidez muscular de pacientes com fibromialgia. A acupuntura é aparentemente um método seguro e é provável que a eletroacupuntura seja melhor que a acupuntura manual para a redução da dor, na melhora do bem estar e da fadiga. Estudos maiores são necessários, uma vez que os tamanhos das amostras e a escassez de estudos comparativos enfraquecem a qualidade das evidências e as implicações clínicas.
Foi feita uma revisão na Universidade de Araraquara, publicada em 2017², utilizando artigos coletados no período de 2006 a 2016 nos bancos de dados Lilacs, Scielo, Pubmed, Medline e Bireme. Esta revisão corrobora com os estudos realizados e evidencia que a acupuntura pode ser um método eficaz na redução da dor nos “tender points” e consequentemente no alívio da dor e melhora da qualidade de vida em indivíduos com fibromialgia. Porém, ressalta a necessidade de novas pesquisas para estabelecer condutas com maior rigor metodológico para mensuração quantitativa e qualitativa da efetividade da acupuntura como método de tratamento da fibromialgia.
Após um período de três a seis meses, a quase totalidade dos pacientes submetidos a acupuntura referem melhora importante dos sintomas gerais (qualidade de sono, ansiedade e disposição) e da dor, e nesse momento é possível espaçar as sessões para uma ou duas ao mês, como manutenção, desde que o paciente continue observando as recomendações da equipe. As sessões de acupuntura podem ser mantidas nesse esquema indefinidamente. Dessa forma e seguindo o tratamento multidisciplinar é possível controlar de modo satisfatório os sintomas, proporcionando ao paciente menos sofrimento e mais qualidade de vida.
Autora: