Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.

Quer saber o que é FIBROMIALIGIA? na coluna ao lado esquerdo das postagem clique no link "Mas o que é fibromialgia"


TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador fibromialgia e serviços domésticos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fibromialgia e serviços domésticos. Mostrar todas as postagens

domingo, 7 de junho de 2015

Fazendo trabalhos domésticos de forma mais fácil, apesar da Síndrome de Fibromialgia

Apresentaremos um artigo publicado num site britânico, com o intuito de ajudar a facilitar o dia a dia da mulher fibromiálgica que tem tarefas domésticas.
Podemos dizer que algumas sugestões não vão de encontro a nossa realidade. O que não significa que não podemos usar o que de melhor temos, a criatividade.
O povo brasileiro têm esta fama. Nós então, precisamos fazer uso dela muitas vezes, para garantirmos qualidade de vida, prazer no que fazemos, respeito as nossas limitações, e respeito as nossas condições.
Bora ler o que nos sugerem? Se você tem alguma sugestão, faça seu comentário. Compartilhem as soluções que você encontrou, que podem ser usadas por outros fibromiálgicos.
Desde já agradecemos.
Abrafibro - Associação Brasileira dos Fibromiálgicos.

Autor: Suzanne Elvidge BSc (Hons), MSc - Atualizado em: 20 de agosto de 2012 

Os trabalhos domésticos são muito cansativo para as pessoas com síndrome da fibromialgia, mas, infelizmente, é inevitável. Aqui estão uma série de dicas e sugestões que vão fazer o trabalho doméstico e gestão da casa apenas um pouco mais fácil.

Tente reduzir Clutter

Reduzindo a desordem em torno da casa reduz o número de coisas que têm de ser limpos. Certifique-se de que a casa tem espaço de armazenamento suficiente para que as coisas podem ser postos de lado, e tentar obter o hábito de colocar as coisas fora, logo que terminar com - Manter o controle sobre o ordenamento reduz a necessidade de longo e cansativo ' guardando sessões ".Organize armazenamento-se que as coisas que são usados ​​regularmente estão por perto e as coisas que são utilizados com pouca freqüência estão em lugares menos acessíveis.

Lavando

Investir em uma máquina de lavar louça para reduzir a quantidade de lavagem, e usá-lo regularmente, de modo que as coisas não acumular muito. Esta também é uma boa dica para a lavanderia, bem como - lavar pouco e muitas vezes, em vez de ter que fazer duas ou três cargas em um dia, e considerar a compra de roupas que são de ferro mínimo para reduzir o tempo passar. Ferro sentar-se, se possível.

Limpeza

Compre duplicatas de itens de limpeza e mantenha-os onde eles serão utilizados - por isso têm panos e produtos de limpeza na cozinha e em todos os banheiros e sanitários, bem como em quaisquer outros quartos, conforme apropriado. Pode parecer um desperdício, mas evita você ter que correr para cima e para baixo, em escadas para pegar estas coisas. Considere ter dois aspiradores de pó, um para cima e outro para baixo, e comprar a versão mais leve e mais manobrável possível. Ao invés de ter que levar para cima ou subir degraus e escadas, comprar flanelas com cabos longos, e ao invés de ter que agachar, use uma escova de cabo longo e pá para lixo também com cabo.
Algumas pessoas com síndrome da fibromialgia são sensíveis a cheiros fortes - tente usar produtos de limpeza naturais, como vinagre, bórax e bicarbonato de sódio, ou comprar produtos de base natural que não contêm fragrâncias artificiais pesadas.

Compra de Comida 

Compra de alimentos pode ser desgastante mesmo, até para pessoas sem a síndrome de fibromialgia. Tente usar serviços de compras on-line (pela internet) - alguns cliques do mouse e os mantimentos e outros itens domésticos podem ser entregues em domicílio, em um momento conveniente do dia. Muitas fazendas lojas e horticultores também têm esquemas de caixas, que vão entregar regularmente carne e legumes, e aproveite também o serviço de entrega de leite à moda antiga - muitos vão também oferecer suco de frutas, manteiga, batatas e pão.

Se uma visita às lojas é inevitável, tente estacionar tão próximo quanto possível, e fazer uma lista e planejar a rota para que a viagem seja o mais curta e eficiente possível.

Torne-se equilibrada

Tente não exceder fazendo o trabalho doméstico - fazendo-o com durações curtas e descansos no intervalo. É importante saber quais são suas limitações físicas e trabalhe dentro delas. Tente não ser prisioneiro do trabalho doméstico - isso só vai fazer os sintomas da síndrome da fibromialgia piorar.

Envolva a todos

Certifique-se de que todos na casa tem sua tarefa - cada membro da família deve ser responsável por manter seu quarto limpo, e ter uma participação de outras responsabilidades em torno da casa.

Fonte: http://www.fibromyalgiasyndrome.co.uk/making-housework-easier-fibromyalgia.html

Comentários da Abrafibro

Muitos ao terminarem a leitura poderão pensar: "Não vi nenhuma novidade!" ou ainda "Não tenho como fazer estas alterações!".
Para ambos os comentários, nós fazemos a pergunta: Será?
Pensando de forma mais flexível, assertiva e buscar encontrar fórmulas que possam dar certo ou não, mas vale cada tentativa. Os ajustes você irá fazendo com cada experiência vivida.
Mudanças interiores são necessárias, para que as mudanças externas aconteçam.
Vamos fazer o melhor para nosso próprio bem estar? Pensando melhor, há sempre uma coisinha aqui outra ali que pode ser melhorada, e fará toda diferença na vida... Tornando-a mais prazerosa, menos sacrificada, menos stressante, menos cansaço, maiores alegrias.
Quem excede paga preço alto! Este é um conhecimento que realmente é unânime.

Vamos repensar e garantir a qualidade de vida, em harmonia e com alegria.
Todos participando do dia a dia, ajudando e apoiando... todos saem ganhando.
Há vida apesar da Fibromialgia, pode acreditar!!!!