Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar e interdisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas em diversos aspectos, como:
tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.
Você pode seguir nossos outros canais de notícias.
Escolha:
Aqui, você pode cadastrar seu e-mail, logo abaixo, na coluna à sua direita.
Ou escolher entre:
WhatsApp
Telegram

Notícias sobre Fibromialgia e Saúde.
Não são grupos interativos.

Discutimos ações em parcerias com pacientes e parlamentares, na busca por políticas públicas que dignifiquem e tragam à tona assuntos e benefícios importantes para nossa qualidade de vida.

TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador Senado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Senado. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 15 de dezembro de 2021

PL 3525/2019 avançou no Senado. E agora?

 Agora explicando melhor sobre como vai tramitar esse PL 3525/2019.

Lembrando que, esse PL começou em 2013 na Câmara dos Deputados, e foi APROVADO. Porém, está recebendo emendas, modificando o que a Câmara já aprovou.

O que isso significa?

Após aprovação no Senado, volta para a Câmara para nova análise do novo texto.


Pensemos pelo lado positivo! Está caminhando. Mas, há muitos outros que também precisam andar... Precisamos dessas políticas públicas!


Comecem a participar.

Entrem na pág do Senado e da Câmara para opinar sobre os Projetos de Lei para Fibromialgia que estão parados.

Se perceberem que é de interesse da sociedade, ganha mais atenção e agilidade.


#fibromialgia #fibromialgicos #homenscomfibromialgia #dorcronica

Fonte: https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/137310










Para opinar: https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=137310

Para acompanhar a tramitação:

https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/137310


terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Plenário votará estratégia de combate a fadiga crônica e fibromialgia


A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou nesta terça-feira (14) o parecer de Sergio Petecão ao PL 3.525/2019, projeto de lei que cria um marco de combate à fadiga crônica e à fibromialgia no Sistema Único de Saúde (SUS). Esse projeto já passou na Câmara dos Deputados e agora segue em regime de urgência para o Plenário do Senado.

Petecão, que também é presidente da CAS, lembrou que a fibromialgia caracteriza-se por dor muscular generalizada, crônica, acompanhada de sono não reparador e cansaço. Ela pode acarretar depressão, ansiedade, alterações na concentração e na memória. E tem maior incidência em mulheres de 30 a 50 anos.

— Apesar de não ter risco de morte, a fibromialgia causa incapacitação e comprometimento na qualidade de vida. A doença evolui cronicamente. O prognóstico funcional é favorável, sobretudo quando os pacientes são tratados por equipe multiprofissional.

O senador lembra que a fibromialgia já possui uma estratégia de combate no âmbito do SUS (a Portaria 1.083, de 2012). Mas afirma que o atual projeto tem alcance mais amplo.

— O projeto está em sintonia com o PCDT [Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas] no que tange a atendimento multidisciplinar em medicina, psicologia e fisioterapia. Mas o PCDT não prevê a orientação nutricional, recurso que beneficia muitos pacientes com fibromialgia. O PCDT também não recomenda tratamento medicamentoso específico para a doença, algo coberto aqui por fármacos analgésicos, anti-inflamatórios e antidepressivos — reforça Petecão.

A senadora Nilda Gondim também defendeu a aprovação do PL 3.525/2019.

— Essa doença eu conheço de perto. Tenho uma parente que sofre dessa doença e sofre muito. E tudo isso que o senhor mostra no seu parecer é exatamente o que os portadores da fibromialgia sentem, e sofrem profundamente. Quanto mais rapidamente ele for aprovado, melhor pra todos os pacientes — declarou Gondim.


Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado 

https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/12/14/plenario-votara-estrategia-de-combate-a-fadiga-cronica-e-fibromialgia


Clic nos grafados em azul, para ser direcionado a outra página, com mais informações. É um link!

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

MARANHÃO X FIBROMIALGIA X DEFICIÊNCIA

Promulgada a Lei que institui Fibromialgia, como DEFICIÊNCIA no Estado do Maranhão!

A Lei n° 11.543 de 22/09/2021 vêm beneficiar a milhares de pessoas acometidas pela síndrome invisível  no Estado, tornando-se pioneira aos olhos da sociedade brasileira!

A iniciativa da Abrafibro foi então aceita pelo Deputado Estadual Dr. Yglesio Moysés que se prontificou e têm a autoria da Lei.

Hoje podemos dizer que a doença começa a ter um outro olhar, que de fato trás um pouco de alívio a quem sofre tanto.

Um espelho para o restante do Brasil no que se diz respeito e igualdade de direitos e reconhecimento.
Nossa Gratidão a todo s os envolvidos.


Confira na íntegra:
ENTREVISTA A TV DIFUSORA - MA SOBRE LEI PIONEIRA

quinta-feira, 22 de abril de 2021

12 de Maio está chegando


 DIA MUNDIAL DA FIBROMIALGIA

DIA DA CONSCIENTIZAÇÃO E ENFRENTAMENTO À FIBROMIALGIA (PLS 8808/2017)


Com a seriedade da Pandemia estamos impossibilitados de realizar eventos e ações, como gostaríamos e se faz tão necessário.

Mas, todos podemos colaborar para que, esta data não passe em branco.

Vamos nos unir para que se lembrem de nós.

Já estamos tratando de solicitar que, nesta data, prédios públicos sejam iluminados com a cor ROXA, símbolo mundial da Fibromialgia.

Na data certa, na cor mundial, façamos com que sejamos dignamente lembrados, pelo menos.

Todos sabemos que há muito a ser feito, muito a avançar. Mas, a pandemia mundial está ceifando vidas... A urgência é evidente.

Tão logo tenhamos oportunidade, voltaremos à luta, juntos, por políticas públicas, pela votação dos PL's que já tramitam, e por muito mais...JUNTOS!

Por hora, vamos Iluminar para Conscientizar e Enfrentar.

Converse com seu Vereador, seu Prefeito, seu Deputado Estadual.

Já fizemos contato com a Câmara dos Deputados e no Senado, solicitando essa manifestação.

E se você conseguir nos avise, fotografe, registre para que noticiemos.

Será um meio de colocar a Fibromialgia no Brasil na mídia, como fará todo o mundo nesta data.

12 de Maio - Respeito e Dignidade aos Fibromiálgicos, por favor!