Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.

Quer saber o que é FIBROMIALIGIA? na coluna ao lado esquerdo das postagem clique no link "Mas o que é fibromialgia"


TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador quais atividades físicas fazer para fibromialgia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador quais atividades físicas fazer para fibromialgia. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 12 de junho de 2014

FIBROMIALGIA - EXERCÍCIOS NOSSOS FIBROAMIGOS







Mulher que faz a ioga, os braços estendidos em frente

Menos dor, mais energia


Fibromialgia - com a sua dor muscular, fadiga incessante, distúrbios do sono, e os sentimentos de depressão - é um diagnóstico comum. E se você tem fibromialgia, você quer se sentir melhor, hoje e todos os dias. Ao fazer modificações de exercícios simples, você pode aumentar a sua energia, diminuir a dor e rigidez, e começar a ser mais ativo novamente. Verifique com seu médico antes de iniciar um programa de exercícios.

Jovem, mulher, pés de alongamento, close-up em pé

Exercícios Fibromialgia: Aquecendo

Para evitar ferimentos, é vital se aquecer antes do exercício. O aquecimento deve começar com rotações em conjuntos suaves, a partir de seus dedos e sua maneira de trabalhar o corpo. Realize-os de forma lenta, movimentos circulares (no sentido horário e anti-horário - do relógio e ao contrário do relógio) até que todas as suas articulações - a partir dos pés, tornozelos, joelhos e pernas, quadris, tronco, pescoço, ombros, cotovelos, punhos, dedos e punhos - movam-se suavemente. Nunca faça estas rotações até o ponto da dor.
Jovem alongamento, retrovisor

Estique mais, doer menos

Alongamento melhora a circulação para os músculos e articulações para todos, incluindo as pessoas com fibromialgia. O alongamento também aumenta a sua amplitude de movimento ( você vai começar a se esticar melhor... sem a sensação de creck creck), de modo que se deslocar ao redor se torna mais fácil com o tempo. Alongamento diário lubrifica as articulações e envia nutrientes e oxigênio para os músculos .
Jovem alongamento bezerros

Alongando as Pernas

Para executar este movimento: de frente para uma parede, coloque as palmas das mãos na parede, um pé à frente (com o joelho levemente dobrado), e um pé atrás (perna bem esticada). Deixando os calcanhares no chão, inclinar o corpo para a frente. Ao fazê-lo, sentirá o puxão em sua panturrilha (batata da perna) e o tendão de Aquiles na parte de trás do tornozelo. Mantenha a posição por 30 segundos (conte lentamente 3001,3002, 3003... até 3010 - Isso equivale a um segundo para cada número). Faça três repetições. Em seguida, inverta a posição das pernas e repita. (Troque! Se começou com a perna direita, agora inverta. E comece o exercício novamente com a perna esquerda).
Mulher de levantamento de peso livre

Reforço muscular, Ânimo e Força

Estudos mostram que exercícios de fortalecimento usando pesos livres diminuem a dor e até mesmo reduzem a depressão em pessoas com fibromialgia. O que é mais importante, com o treinamento de força não é o peso, mas a gama de movimentos que você leva seus músculos a fazerem. Receba dicas de um educador físico, para o uso de pesos de mão, faixas elásticas, ou máquinas de resistência, porque feito de forma inadequada estes exercícios podem fazer seus sintomas de dor piorarem.
Instrutor demonstrando imprensa no peito isométrica

Exercícios Isométrico Peitorais

Se o treinamento de força regular é doloroso, isométricos é outra maneira de fortalecer os músculos. Isométricos envolvem enrijecer os músculos sem nenhum movimento visível. Com seus braços na altura do peito, pressione as palmas das mãos tão forte quanto você puder. Mantenha por 5 segundos; em seguida, descanse por 5 segundos. Faça 5 repetições. Nunca esqueça de respirar : Inspirar e Expirar - Põem o ar pra dentro, solta o ar pra fora. Lentamente faça a pressão por 10-15 segundos de cada vez. Sempre respirando lenta e profundamente. Se este exercício for doloroso, pergunte a um educador físico para lhe mostrar um outro exercício isométrico para o peitoral.
Treinador mostrando extensão do ombro isométrica
Extensão do ombro - exercício isométrico
Este exercício isométrico é feito de pé com as costas contra a parede e os braços ao lado do corpo. Com os cotovelos em linha reta, empurre os braços para trás em direção à parede. Inspire e Expire sempre! Mantenha por 5 segundos, e então descansar. Você pode repetir este 10 vezes. Se este exercício for doloroso, pergunte a um educador físico para lhe mostrar um outro exercício isométrico para os ombros.
Mulher com bolsa de gelo no cotovelo

Gelo pode facilitar a dor de fibromialgia

Quando você está sofrendo, compressas frias podem aliviar o inchaço por constrição dos vasos sanguíneos (diminuem o inchaço). Apesar das compressas frias poderem ser desconfortáveis no início, elas podem ajudar a atenuar a dor muscular profunda da fibromialgia.
Mulher madura na piscina sorrindo com placa de pontapé

Quanto de exercícios são suficientes?

Algumas pesquisas mostram que os exercícios duas vezes por semana com duração de 25 minutos cada, pode resultar em melhora imediata dos sintomas da fibromialgia. Se você está apenas começando com os exercícios, escolha um exercício de baixa a moderada intensidade, como caminhada, natação, hidroginástica, usando um flutuador em uma piscina, yoga, tai chi, ou de bicicleta. Comece devagar, aumentando gradualmente a duração e a intensidade dentro de seu limite.
Mulher que planta flores no jardim
Adicionar  Atividades a Vida Diária 
Especialistas dizem que as atividades de vida diária e as tarefas domésticas, como brincar com as crianças, esfregar o chão, lavar janelas, limpar o quintal, e jardinagem podem ajudar quando se trata de aumentar as atividades físicas - e assim, reduzindo os sintomas da fibromialgia.


Mulher meditando na praia
Yoga para o Corpo / Mente 
Yoga, que combina exercícios, alongamento e meditação, é uma ótima maneira de aumentar a disposição quando você tem fibromialgia. As posturas físicas (asanas) podem ajudar a aliviar dores, exercícios de concentração (dharana) ajudar a superar as falhas de memória, e meditação (dhyana) ajudá-lo a se concentrar no presente, em vez de se concentrar em sua dor. Participar de uma aula de ioga em seu centro comunitário local ou numa academia para testar.
Três mulheres que fazem a ioga, fechar-se
Yoga suave ou intensa?
A prática suave de Viniyoga combina respiração profunda com alongamento suave. Este tipo de yoga é uma ótima maneira de melhorar a saúde e bem-estar, especialmente para aqueles que enfrentam desafios de saúde, como a fibromialgia. Com todos os tipos de yoga, é importante encontrar um bom instrutor que entende os desafios da fibromialgia. Pergunte ao seu grupo de apoio, comunidade de fibromialgia, ou ao médico para recomendações.
Mulher que faz o qigong

Qigong para a dor muscular da fibromialgia 

Chamado de "mãe de cura chinês", qigong (pronuncia-se tchi-gongo) combina dança, meditação, movimentos e exercícios de respiração. Estudos sobre qigong e fibromialgia mostraram que este exercício tradicional chinês ajuda a melhorar a energia, diminui a fadiga e alivia a dor.
Mulher fazendo Tai Chi na praia

Tai Chi e fibromialgia  - Flexibilidade

Tai chi chuan é outro exercício alternativo para a fibromialgia, que enfatiza o relaxamento. Alguns até já disseram que o  tai chi é como "meditação em movimento", com dramáticas, fluindo movimentos em vez de ações enérgicas. O objetivo do tai chi é trazer os princípios do yin e yang (positivo e negativo, homem/mulher, calmo/agitado), colocando todos em harmonia. 


# No Brasil, mais precisamente em São Paulo/SP, existe a Associação Brasileira de Tai Chi Chuan (http://www.sbtcc.org.br/), reconhecida na China, e podem informar se há algum instrutor ou local em sua cidade para a prática. Há também alguns municípios que dão aulas gratuitamente aos munícipes, a exemplo de Valinhos/SP. Existe uma autorização do SUS para fornecer esse tipo de prática, verifique com a Secretaria da Saúde de seu município. Se não houver, que tal você conquistar essa vitória para seu município?

Ombros da mulher em banheiro cheio de vapor

Terapia de calor para a dor de fibromialgia

Praticar exercícios com medo será doloroso quando se tem fibromialgia? Tente aplicações de calor antes e após o exercício para aliviar a dor e rigidez.Terapia de calor aumenta a própria força de cura do seu corpo, dilatando os vasos sanguíneos, estimulando a circulação sanguínea, reduzindo espasmos musculares e alterar a sensação de dor. Você pode tentar calor seco - como almofadas de aquecimento ou lâmpadas de calor - ou calor úmido, como banhos quentes ou panos de lavagem aquecidos.


Fonte: http://www.webmd.com/fibromyalgia/ss/slideshow-fibromyalgia-friendly-exercises?ecd=wnl_fib_061014&ctr=wnl-fib-061014_ld-stry&mb=uA30JTD2N3zgES%409naFoweHnVev1imbCBLXaX73qsGU%3d