Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.

Quer saber o que é FIBROMIALIGIA? na coluna ao lado esquerdo das postagem clique no link "Mas o que é fibromialgia"


TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador Nutrição - Conceitos básicos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Nutrição - Conceitos básicos. Mostrar todas as postagens

domingo, 4 de março de 2018

NUTRIÇÃO - CONCEITOS BÁSICOS


Resultado de imagem para 100% natural 

Muita vezes ao desejar começar bons hábitos alimentares não sabemos por onde começar, e ao invés de procurar uma orientação profissional buscamos sugestões de leigos ou de fontes poucos confiáveis ou pior ainda de pessoas só interessadas em vender seus produtos milagrosos pseudo-saudáveis.


Então começamos a introduzir no cardápio alimentos da moda, muitas vezes vindo de outros países, que não fazem farte do nosso hábito e, sequer sabemos a maneira correta de preparo.
Outro erro comum é enchermos o carrinho do mercado de produtos “integrais”, diet, light, vitaminados, enriquecidos... enfim, mais marketing que benefícios. E nesta brincadeira gastamos recursos em alimentos que não trarão reais benefícios para a saúde.

Ser saudável é bem mais simples que parece! Siga algumas dicas:

→Hidrate-se: o organismo funciona melhor quando está hidratado, bem mais da metade de nosso corpo é água ! Sabe qual o melhor líquido para hidratar? Água!! Habitue-se a consumir água ao longo do dia, uma conta básica que você pode fazer é 30 ml de água por quilo de peso por dia. Ou seja se você tem 50 kg (30 x 50 = 1500ml) você precisa consumir em média 1,5 litros por dia! Eventualmente você pode beber chás naturais, água de coco ou um refresco NATURAL de frutas, como uma limonada para variar, mas ÁGUA sempre deve ser a prioridade.


Resultado de imagem para beba água 
Imagem do Hospital João Evangelista


→Esqueça líquidos artificiais como refrigerante, sucos de pozinhos ou cheios de aditivos, isotônicos, xaropes de guaraná, groselha ou qualquer outro. Todos cheios de açúcar e aditivos alimentares que em sua maioria são prejudiciais á saúde.

→Consuma alimentos e não produtos alimentícios. Quanto mais próximo ao seu natural mais saudável o alimentos! Quanto mais cheio de ingredientes e aditivos alimentares como corantes, conservantes, acidulantes, edulcorantes... Pior o impacto dos alimentos para a nossa saúde. Sendo assim aquela máxima “desembale menos e descasque mais” deve ser  levada em consideração.

→Leia rótulos: como é quase impossível consumirmos só produtos in natura, pois a vida moderna muitas vezes nos leva a necessidade de consumo de alguns itens industrializados, é importante que saibamos escolher o que comprar.
Produto alimentício não se escolhe pelo rótulo frontal e sim pela lista de ingredientes e tabela de informação nutricional.
Os ingredientes estão em ordem decrescente, ou seja os primeiros são os que estão em maior proporção no produto.
Resultado de imagem para leia os rótulosDepois da lista de ingredientes vêm os aditivos alimentares. Escolha os produtos que tiverem menos ingredientes e de preferência os que os ingredientes sejam coisas que você conhece como comida e não substâncias que mais parecem nomes de remédios. Se possível escolha os que não tenham muitos aditivos, pesquise os melhores aditivos, pois nem todos são prejudiciais. Por exemplo: existem corantes naturais como o urucum e a clorofila e eles são muito melhores que os artificiais. 
Imagem relacionada
→Temperos devem vir da horta, existem centenas de temperos naturais diferentes, saia da caixinha (do tempero de caixinha, ou de pozinho, ou de saquinho...) O glutamato monossódico que é um realçador de tempero já apareceu em diversas pesquisas como causador de diversos males à saúde, inclusive por ser uma excitotoxina pesquisas apontam que ele pode ser prejudicial em pacientes com síndromes dolorosas, aumentando a sintomatologia. Além de terem uma infinidade de sabores maravilhosos que brincam em nossas papilas gustativas os temperos ainda tem diversas funções  na nossa saúde como função antioxidante, quelante de metais tóxicos, entre outras.



 

Enfim 5 pequenas dicas, que não são novidade para ninguém , não demandam custos exorbitantes , não são de difícil execução mas podem fazer uma diferença enorme na qualidade de vida!















    
Dra Elisabete Rocha - Nutricionista
CRN 20001001714


*Texto sob a responsabilidade de seu escritor, cujo crédito apontamos ao final.