Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.

Quer saber o que é FIBROMIALIGIA? na coluna ao lado esquerdo das postagem clique no link "Mas o que é fibromialgia"


TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador Fibromialgia para entender. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Fibromialgia para entender. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Os sintomas e o tratamento da Fibromialgia

Olá!
Aqui estamos novamente para integrá-lo ao Universo do Paciente Fibromiálgico.
Você não é um ET, não é falso, não é mentiroso, não é preguiça o que você sente, e sua dor é real. 
O artigo abaixo é muito interessante, e de uma fonte confiável, como deve ser em toda pesquisa.
Se você recebeu o diagnóstico que é Portador da Síndrome de Fibromialgia, saiba que você não ficará deformado, e muito menos irá morrer por causa dela.
Ela tem inúmeros sintomas, e o tratamento para eles é a forma de poder controlar a síndrome.
No início de nosso blog você poderá ler mais sobre o que é a Fibromialgia.
Agora, você terá a oportunidade de assistir um vídeo com duas pacientes, com profissionais reconhecidamente especialistas em nossa Síndrome.
Uma sugestão! Se você tem problemas com pessoas que não acreditam no que você sente, no que é a fibromialgia, ou até mesmo na existência dela... Prepare a pipoca e, sentem-se para assistir o vídeo abaixo.
Vai ajudar a esclarecer a todos.
Sempre lembramos que as pessoas não são feitas em linha de produção. Ou seja, ninguém é igual a ninguém. O que serve para um, não obrigatoriamente servirá a todos.
O importante são as informações.
É importante também não desistir de encontrar o tratamento adequado às suas necessidades, personalizado.
A família, o companheiro, os filhos, colegas de trabalho, amigos podem e devem conhecer mais sobre a fibromialgia.
É uma doença comum, mas pouco divulgada, até pelos próprios pacientes. Talvez por não terem a compreensão do que acontece com seu corpo. 
Assim, a educação do paciente é fator importante no tratamento. Compreendendo o que acontece com seu corpo, o que ele precisa, porque tomar essa ou aquela medicação, a necessidade de fazer alguma atividade física ( principalmente que lhe traga prazer!) torna-se menos penoso, e tem maiores chances de encontrar o tratamento adequado partindo de sua adesão a ele.
Alguns participantes do vídeo já são velhos conhecidos nossos... ou pelo menos já ouvimos falar deles.
Ok?!
Lembre-se: 
O que você fizer pela sua qualidade de vida, refletirá positivamente em tudo à sua volta!

Bora lá para a leitura e depois assistir ao vídeo...
ABRAFIBRO - Assoc. Bras. dos Fibromiálgicos


Doença causa fortes dores, indisposição e fadiga diária
Enrique Barros, apresentador do Ser Saudável, conversa com paciente com fibromialgiaEnrique Barros, apresentador do Ser Saudável, conversa com paciente com fibromialgiaO Ser Saudável apresenta como a Fibromialgia acomete as pessoas, trazendo indisposição, distúrbios do sono,dor e fadiga ao cotidiano. Diferentes fatores, isolados ou combinados, podem favorecer as manifestações da fibromialgia, dentre eles doenças graves, traumas emocionais ou físicos e mudanças hormonais. Assim sendo, uma infecção, um episódio de gripe ou um acidente de carro, podem estimular o aparecimento dessa síndrome. Por outro lado, os sintomas de fibromialgia podem provocar alterações no humor e diminuição da atividade física, o que agrava a condição de dor.
No programa você conhece os principais sintomas da fibromialgia e como eles podem ser combatidos. As histórias de Mônica e Guacira são exemplos de pessoas que convivem com a fibromialgia sem perder a alegria de viver.


Fundação Pe. Urbano Thiesen - TV Unisinos
Produtor: Daniel Pedroso
Diretor: Hique Motanari