Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.
Você pode seguir nossos outros canais de notícias.
Escolha:
Aqui, você pode cadastrar seu e-mail, abaixo, na coluna à sua esquerda.
Ou escolher entre:
WhatsApp
https://chat.whatsapp.com/IAh9lNNWEb82DLJwTWqwyu
Telegram
https://t.me/abrafibronoticias

Notícias sobre Fibromialgia e Saúde.
Não são grupos interativos.

TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador Fibromialgia e Fisioterapia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Fibromialgia e Fisioterapia. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Exercícios para alívio de dor nas costas - Fisioterapeuta e Diretora Científica da Abrafibro Mayra Perazzolli Pinheiro Lima



Dentro do cenário dor crônica músculo esquelético, a dor lombar é uma das mais comuns.
Muitas pessoas sofrem com esse mal e, acabam ficando limitados em suas atividades diárias devido a dor.

Além das mudanças de hábitos, respeito aos limites, procurar ajuda profissional é uma das melhores estratégias para quem sente dor.

Dentro da área da saúde, a fisioterapia tem se destacado como ponto chave para a melhora do quadro doloroso e, retorno às atividades funcionais.

A fisioterapia dispõe de diversas estratégias e técnicas, para te ajudar a restabelecer sua saúde  e condições físicas.

Mas, lembrem-se que seu maior aliado a melhora é você mesmo. 

Aqui, seguem algumas dicas de exercícios que ajudam para a melhora da dor lombar (com sugestão de séries,  tempo e repetições iniciais)

(IMPORTANTE) Ressaltar que existem muitos motivos e causas para a dor lombar e, nem todos os pacientes são iguais. Não existe receita de bolo! Cada caso é diferente dos demais. Por isso antes de se aventurar à novas experiências, procure apoio de um profissional da área que possa ajudar.

Boa sorte!

Texto da Fisioterapeuta e Diretora Científica da Abrafibro Mayra Perazzolli Pinheiro Lima

quarta-feira, 22 de julho de 2020

Dor Crônica: Como a Fisioterapia pode ajudar?

Esse material produzido pela World Physiotherapy com a colaboração do Dr Felipe Reis... pesquisador e Fisioterapeuta brasileiro renomado mundialmente.

Ótimo material para que vocês possam entender um pouco mais sobre DOR CRÔNICA e como a fisioterapia pode ajudar.



Material  enviado por Mayra Perazzolli Pinheiro Lima, Fisioterapeura, Diretora Científica da Abrafibro






quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Publicado em Artrite e Reumatologia, um tratamento envolvendo estimulação elétrica do nervo ajudou mulheres com fibromialgia em um recente ensaio clínico.

Estimulação nervosa pode beneficiar mulheres com fibromialgia



Publicado em Artrite e Reumatologia, um tratamento envolvendo estimulação elétrica do nervo ajudou mulheres com fibromialgia em um recente ensaio clínico.
https://onlinelibrary.wiley.com/journal/23265205

Segunda-feira, 6 de janeiro de 2020 10:36 



"O TENS está disponível sem receita, é barato e é seguro e fácil de usar"

Um tratamento envolvendo estimulação elétrica do nervo ajudou mulheres com fibromialgia em um recente ensaio clínico. Os resultados são publicados na Arthritis & Rheumatology.

A fibromialgia é caracterizada por dor e fadiga, principalmente durante a atividade física. A estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) fornece correntes elétricas através da pele para ativar as vias nervosas no corpo que inibem a dor.

Neste estudo, a TENS resultou em melhorias significativas na dor e fadiga relacionadas ao movimento em comparação com o placebo ou sem a TENS.

O tratamento TENS foi administrado juntamente com tratamentos padrão para fibromialgia. Assim, ele pode fornecer às pessoas uma ferramenta para ajudar a gerenciar a dor e a fadiga sem tomar medicamentos adicionais para a dor.

"O TENS está disponível sem receita, é barato e é seguro e fácil de usar", disse a autora sênior Kathleen A. Sluka, PT, PhD, FAPTA, da Universidade de Iowa. “Ele pode fornecer uma opção de autogerenciamento para pessoas com dor crônica, particularmente fibromialgia, para fornecer um nível adicional de alívio da dor.

informação adicional


Sobre o Journal

Arthritis & Rheumatology, um jornal oficial do American College of Rheumatology, é uma publicação revisada por pares para cientistas e clínicos interessados ​​na história natural, fisiopatologia, tratamento e resultado das doenças reumáticas. A Arthritis & Rheumatology publica a pesquisa básica e clínica da mais alta qualidade relacionada às doenças reumáticas, abrangendo uma ampla gama de áreas de atividade investigativa. Além disso, a revista publica artigos de revisão, editoriais e outros materiais educacionais destinados a pesquisadores e clínicos. Atendendo à comunidade mundial de pesquisadores e médicos de reumatologia, a Arthritis & Rheumatology é conhecida internacionalmente como uma das principais revistas de pesquisa em reumatologia.

Sobre Wiley

Wiley impulsiona o mundo com pesquisa e educação. Por meio de publicações, plataformas e serviços, ajudamos estudantes, pesquisadores, universidades e empresas a alcançar seus objetivos em um mundo em constante mudança. Por mais de 200 anos, entregamos desempenho consistente a todas as nossas partes interessadas. O site da empresa pode ser acessado em www.wiley.com.


Texto original
https://newsroom.wiley.com/press-release/arthritis-rheumatology/nerve-stimulation-may-benefit-women-fibromyalgia

Contato Penny Smith +44 (0) 1243 770448 (UK)
newsroom@wiley.com