Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.

Quer saber o que é FIBROMIALIGIA? na coluna ao lado esquerdo das postagem clique no link "Mas o que é fibromialgia"


TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador homens escravos dos medicamentos para dor. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador homens escravos dos medicamentos para dor. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

FIBROMIÁLGICOS - HOMENS SEMPRE SÃO PACIENTES " CONSUMIDOS " PELA VORACIDADE DE LUCRO DE NOSSO COMÉRCIO E INDÚSTRIA.


30/07/2011 - 14h18 - Atualizado em 30/07/2011 - 14h51
Grupo de Dor - SAO PAULO(SP)

MÉDICOS E MÉDICAS NÃO CONSEGUEM FAZER DIAGNÓSTICOS DE DISTÚRBIOS MENTAIS EM PACIENTES FIBROMIÁLGICOS MASCULINOS, E OS CONSIDERAM " INIMIGOS " DO TRABALHO : ERROS QUE FAVORECEM A MANUTENÇÃO DA ESCRAVIDÃO HUMANA NO BRASIL, SEGUINDO OS MOLDES DE ALGUNS PAÍSES ASIÁTICOS.

Uma desfocada observação de médicos e médicas das áreas de saúde e trababalho, tem insistido em considerar que os homens com diagnóstico de fibrormialgia apresentam alta taxa de esquiva para voltar às atividades normais de trabalho onde estavam inseridos.

Em síntese : esses homens querem ficar " numa boa " às custas dos cofres públicos, dizem entre sorrisos, até em CENTROS DE DOR , em Hospitais de NIVEL 4, como se fosse uma VERDADE ABSOLUTA. Quando não passam de raciocínios equivocados que levam a uma deformação da imagem de nossos trabalhadores do norte e nordeste, almas que vêm edificando com nobreza e abnegação a cidade de São Paulo, por exemplo.

E mais : um absurdo, partindo de ambiente médico que deveria esgotar todos os procedimentos possíveis para a reabilitação físico-mental de homens escravos da mantalidade capitalista de ganhar dinheiro a qualquer custo. Os HOMENS FIBROMIÁLGICOS já estão pré-sentenciados como preguiçosos, indolentes e mentirosos.

Alguns médicos - eles informam - chegam a jogar objetos no chão pedindo que eles catem para consolidar seus diagnósticos absurdos, porque primitivos.

Os fibromiálgicos masculinos , em quase toda a sua totalidade, provém de regiões paupérrinas do Norte , Nordeste e Minas Gerais, e foram espoliados pela máquina comercial e industrial das grande Metrópoles, em trabalhos insanos e em ambientes insalubres, horários os mais longos possíveis, sem alimentação mínima necessária a qualquer ser humano . Para chegar ao trabalho levantam às 3 horas da manhã e gastam mais de 4 ônibus , tomando apenas um cafezinho, sem pão e leite.
Organismos depauperados realizando atividades de verdadeiros burros de carga, até chegar à destruição parcial de suas estruturas músculo-esqueléticas e , por processos de sensibilização central e periférica, diagnosticados como portadores, também, de FIBROMIALGIA .

Pesquisadores incautos e apressados os entopem de antidepresssivos, anti-inflamatórios, relaxantes musculares e outros mais medicamentos, para proteger o estômago e o fígado desta agressão farmacêutica, e dão a sentença : APTO A VOLTAR AO TRABALHO.


Fonte: http://www.grupodador.com.br/?pg=cursos_neuro_ciencia&id=1237