Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar e interdisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas em diversos aspectos, como:
tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.
Você pode seguir nossos outros canais de notícias.
Escolha:
Aqui, você pode cadastrar seu e-mail, logo abaixo, na coluna à sua direita.
Ou escolher entre:
WhatsApp
Telegram

Notícias sobre Fibromialgia e Saúde.
Não são grupos interativos.

Discutimos ações em parcerias com pacientes e parlamentares, na busca por políticas públicas que dignifiquem e tragam à tona assuntos e benefícios importantes para nossa qualidade de vida.

TRADUTOR

Siga-nos por e-mail

Mostrando postagens com marcador BONS HÁBITOS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador BONS HÁBITOS. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Uso incorreto do celular pode causar danos na coluna cervical



 Médico Éverton Zeni - Ortopedista/Traumatologista/Cirurgia da coluna vertebral - CRM: 18132| RQE: 12829 

São Miguel do Oeste/SC

Profissionais fazem alerta muito importante.

Vamos nos ajudar com estas orientações.

Atualmente, é um hábito comum o uso diário e tão longo do celular.

Percebem?


VIVA BEM! - GERAL - 02/02/2021 10:32

Uso incorreto do celular pode causar danos na coluna cervical

No Brasil, os dados também são alarmantes: cerca de 30% da população do país apresenta algum caso de dor crônica na coluna

Também conhecida como "text neck", a síndrome do pescoço de texto ou 'pescoço tecnológico' é uma nova doença da coluna vertebral, causada principalmente pelo uso excessivo de celulares e dispositivos móveis. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% da população mundial tem, teve ou terá dores nas costas provocadas por problemas de coluna e postura errada. No Brasil, os dados também são alarmantes: cerca de 30% da população do país apresenta algum caso de dor crônica na coluna.

Você sabia que o uso de telefones celulares pode dobrar ou triplicar o peso de sua cabeça ao inclinar o pescoço?

A cabeça em posição normal pesa 6 quilos, mas quando inclinada, a sobrecarga passa a ser maior, podendo atingir até 27 quilos.

 

Uma pessoa passa, em média, de 2 a 4 horas por dia na frente de um smartphone ou tablet com a postura inadequada.

A má postura com que manuseamos esses aparelhos, em geral com a cabeça flexionada para baixo, na direção do queixo, faz com que uma grande quantidade de peso seja depositada sobre toda a coluna. 

A posição inadequada alonga a musculatura que mantem o pescoço elevado, porém mais fracos, e encurtando a cadeia muscular anterior. Assim, a pressão discal aumenta causando degeneração precoce, dor no pescoço, tensão muscular, hérnias discais, formigamento ou dormência de membros superiores (em casos mais graves) e rigidez.

Tratamentos e prevenção

Levante a cabeça: o ideal é que o maxilar forme um ângulo de 90 graus com o pescoço. Ao invés de se abaixar para olhar o celular, levante o aparelho levemente abaixo da altura de seu rosto.

Trabalhos longos: Prefira seu computador de mesa ou laptop. Verifique se esses dispositivos estão dispostos ergonomicamente.
Mantenha os braços apoiados em uma superfície estável.

 

 

Alongue-se: de duas a três vezes por dia, faça exercícios de alongamento para aliviar a tensão no pescoço, como o movimento de "sim" e "não" com a cabeça.

Fortaleça seus ombros: exercícios de pilates e ioga são excelentes para fortalecer os ombros e a região da cervical. Músculos fortes são menos suscetíveis a problemas de postura e dores.

Caminhe: a caminhada, corrida e outras atividades aeróbicas, se praticadas com frequência, ajudam a melhorar a postura.

Liberte-se: é inegável que o celular é fantástico, mas que tal usá-lo sem excesso? Prestar mais atenção ao seu redor, conversar mais com os amigos e com a família é algo insubstituível.

Dores: se você sente dores fortes na região do pescoço e cervical, procure um médico especialista. Só ele terá condições de avaliar sua necessidade.

É importante tomar cuidado e buscar corrigir sua postura o quanto antes para evitar maiores danos futuros.

Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste
Médico Éverton Zeni - Ortopedista/Traumatologista/Cirurgia da coluna vertebral - CRM: 18132| RQE: 12829
Diretora técnica - Katia Bugs - médica - CRM 10375 - Nefrologista - RQE 5333

 

FONTE: https://www.portalsmo.com.br/1/noticias/29/geral/96019/uso-incorreto-do-celular-pode-causar-danos-na-coluna-cervical