Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.

Quer saber o que é FIBROMIALIGIA? na coluna ao lado esquerdo das postagem clique no link "Mas o que é fibromialgia"


TRADUTOR

terça-feira, 31 de março de 2020

Mantenha-se ativo durante a quarenta: dia 5 - Willian Fernandes


Nossos voluntários Willian e Raiane estão gravando vídeos para nos ajudar a realizar a atividade física dentro de casa durante a quarentena. Que tal aproveitar? Dia 5 do desafio #mantenhaseativonaquarentena Alongamentos De 2 a 3 vezes cada movimento alongando de 10 a 20 segundos em cada alongamento. Vamos juntos nessa?!🔥💪👊

Autoconhecimento em tempos difíceis: RODA DA FIBROMIALGIA

Boas Novas!


Que tal aprender a lidar melhor com os sintomas da FM, no conforto do seu lar, com um material bem bacana, desenvolvido por uma paciente que tem formação na área da saúde?

A Roda da Fibromialgia é um curso que foi exclusivamente desenvolvido para pacientes com Fibromialgia. Por causa da situação que estamos vivendo com o coronavírus, sabemos que nós podemos sofrer muito com ansiedade, medo e mudanças na rotina que podem agravar os sintomas da síndrome.

Então, a Lívia Teixeira (De Bem Com a Fibro) está disponibilizando um dos seus cursos de presente pelo valor simbólico de R$3,90 (três reais e noventa centavos, o que corresponde apenas ao custo da plataforma, que podem ser pagos no cartão de crédito ou até mesmo no boleto.

O material é muito bom, gente! Aprendemos a avaliar nossos hábitos e equívocos cometidos que comprometem nossa saúde.

As dúvidas serão esclarecidas posteriormente, numa Live com a autora, Lívia Teixeira.

Entre no link indicado, e é só seguir o passo a passo. Lembre-se de ter seu cartão de crédito.

https://bit.ly/rodadafibromialgia

Boa leitura!


segunda-feira, 30 de março de 2020

Coronavirus e a diminuição dos índices

Entenda de forma simplificada o porque é preciso ficar em quarentena em tempos de disseminação do Covid 19. Mas antes, apresentamos à vocês Dr. YGLESIO LUCIANO MOYSES SILVA DE SOUSA Médico, casado, pai de família, natural de São Luís - MA, 39 anos. Conquistou o 1º lugar geral na Universidade Federal do Maranhão em 1998. Após sua formatura em 2004, foi aprovado em mais de 20 concursos públicos. Tem experiência na área de Cirurgia Geral e Endoscopia. Foi o médico mais jovem do Brasil a concluir o doutorado em Fisiopatologia Experimental pela USP. Foi Diretor do Socorrão 1 em 2013 por um período de 7 meses, coordenando uma série de ações de impacto. Hoje, continua lutando pela saúde da população no SUS, onde já realizou mais de 100 mil atendimentos nos seus 14 anos de experiência profissional. Deputado Estadual no Maranhão e autor da Lei 11.177/2019, "Estabelece as Diretrizes Estaduais para as Ações Informativas e Paliativas sobre a Fibromialgia, e dá outras providências".

Mantenha-se ativo durante a quarenta: dia 4 - Willian Fernandes

Nossos voluntários Willian e Raiane estão gravando vídeos para nos ajudar a realizar a atividade física dentro de casa durante a quarentena. Que tal aproveitar? Dia 4 do desafio #mantenhaseativonaquarentena 4 apoios extensão: 2 séries de 25 repetições Elevação de quadril: 3 séries de 20 repetições. 4 apoios joelho em flexão: 2 séries de 25 repetições. Abdução solo (decúbito lateral): 3 séries de 15 repetições. Elevação de quadril (unilateral): 2 séries de 20 repetições. Abdução de quadril solo (elástico): 3 séries de 25 repetições. Abdução em pé com elástico: 2 séries de 20 repetições. Intervalo de 30 segundos em cada série. Vamos juntos nessa?!🍑🔥💪👊

sexta-feira, 27 de março de 2020

Informação confiável é a melhor solução

Por favor,
Escolham um site confiável e de credibilidade para lerem as notícias sobre o Covid-19.
E pronto!
Ficar "pipocando" vai deixar todo mundo doido.
Escolham um horário para saber as notícias também.
Informação é muito importante, mas em exagero pode matar...com certeza!

Sandra Santos
Presidência
Simone E Bombardi
Vice-Presidente
Abrafibro Associação Brasileira dos Fibromiálgicos


Desafio: Mantenha-se ativo durante a quarentena Aula Bonus

Nossos voluntário Willian e Raiane carinhosamente se uniram para nos ajudar durante este período de isolamento. Bora ver o que eles indicam???

Desafio: Mantenha-se ativo durante a quarentena Dia 3

Nossos voluntário Willian e Raiane carinhosamente se uniram para nos ajudar durante este período de isolamento. Bora ver o que eles indicam???

Desafio: Mantenha-se ativo durante a quarentena Dia 2 parte 2

Nossos voluntário Willian e Raiane carinhosamente se uniram para nos ajudar durante este período de isolamento. Bora ver o que eles indicam???

quinta-feira, 26 de março de 2020

Desafio: Mantenha-se ativo durante a quarentena Dia 2

Nossos voluntários: Educador Físico Willian Fernandes e sua esposa Raiane Barbosa (estudante de Nutrição) estão gravando vídeos para nos ajudar a realizar as Atividades Físicas, dentro de casa, durante a quarentena.
Que tal aproveitar?

Desafio: Mantenha-se ativo durante a quarentena Dia 1

Nossos voluntário Willian e Raiane carinhosamente se uniram para nos ajudar durante este período de isolamento. Bora ver o que eles indicam???


Que tal algumas sugestões para manter os idosos em casa durante a quarenta?

Como lidar com a resistência de idosos que não querem se isolar contra o coronavírus; veja 17 dicas

O ideal é criar uma grade de atividades para preencher a rotina em casa


Por Mariza Tavares
Jornalista, mestre em comunicação pela UFRJ e professora da PUC-RIO, Mariza escreve sobre como buscar uma maturidade prazerosa e cheia de vitalidade.

Eu estou me sentindo bem e só vou passar no mercado para comprar um mamão, porque o que tem aqui está acabando!
Já que não posso fazer minha aula de ginástica, quero pelo menos dar uma volta no quarteirão!

Filhos preocupados têm enfrentado uma espécie de “rebelião” de pais que são idosos, mas ativos, e que se recusam a permanecer em casa para se proteger do novo coronavírus. “Como não se identificam com a velhice frágil, não acreditam que vá acontecer algo com eles”, diz a médica geriatra Karla Giacomin, consultora da OMS para políticas públicas sobre o envelhecimento e ponto focal do Centro Internacional de Longevidade, o ILC-Brasil.

Para aliviar o isolamento, idosos devem ter uma grade de atividades para preencher a rotina  — Foto: Sabine van Erp por Pixabay

Para aliviar o isolamento, idosos devem ter uma grade de atividades para preencher a rotina — Foto: Sabine van Erp por Pixabay


Ela afirma que o ideal é criar uma grade de atividades para preencher a rotina. Os filhos podem ajudar os pais a montar um roteiro que preencha unidades de tempo, cada uma com cerca de meia hora de duração, e afaste a sensação de isolamento.
É uma forma de aumentar a resiliência para enfrentar a situação. Sei que é difícil convencer uma senhora prestes a fazer 90 anos e que está bem a não comemorar seu aniversário, mas o que deve ser enfatizado é que não se trata de uma punição, e sim de proteção”, explica a geriatra.
Discutir ou brigar só tende a piorar as coisas. A psicóloga, psicanalista e especialista em gerontologia Eloisa Adler reforça a necessidade de valorizarmos o que chama de “nova ordem mundial”: "temos que mostrar que, hoje, somos todos solitários solidários. O isolamento é para o bem comum. Ficar em casa pode também significar oportunidades de descobertas, de resgatar memórias”, propõe.
Seguem sugestões que servem como ponto de partida para afastar o tédio do idoso em quarentena, lembrando que a tecnologia deve ser vista como uma grande aliada nesse momento.

1) Exercícios: há inúmeros tutoriais na internet e os professores de academias também têm criado treinos on-line para seus alunos. Podem ser 20 ou 30 minutos, de manhã e à tarde.
2) Assistir ao noticiário, mas com o cuidado de consumir notícias de fontes confiáveis.
3) Ver programas de TV, filmes e séries.
4) Jogos: palavras cruzadas, caça-palavras, quebra-cabeça. Há aplicativos para a estimulação cognitiva que são divertidos e prazerosos.
5) Fazer visitas virtuais a museus.
6) Leitura, lembrando que há aplicativos para leitura no celular ou no iPad.
7) Ouvir música, tocar um instrumento, cantar.
8) Dançar ao som das músicas preferidas.
9) Organizar os armários e gavetas.
10) Dedicar-se à higienização da casa.
11) Cuidar do animal doméstico.
12) Criar um diário.
13) Atividades manuais ou artísticas, dependendo do talento e interesse de cada um.
14) Escrever a história da própria vida – há hoje editoras que fazem a publicação desses relatos em edições reduzidas.
15) Fazer cursos on-line. Há uma gama enorme de opções, muitos deles em português. Para esses tempos tão duros, os de mindfulness podem ser bem-vindos. 
16) Conversar com os amigos, por telefone ou aplicativos.

17) Fazer chamadas com vídeo diárias para filhos e netos, para matar as saudades. Rever vídeos antigos também é um bom programa.




texto original
https://g1.globo.com/bemestar/blog/longevidade-modo-de-usar/post/2020/03/22/como-lidar-com-a-resistencia-de-idosos-que-nao-querem-se-isolar-contra-o-coronavirus-veja-17-dicas.ghtml

Socializar-se em tempos de quarentena


HANSA D. BHARGAVA, MD
Pediatra certificado pelo conselho
19 DE MARÇO DE 2020

Permanecer social durante o distanciamento social


O COVID-19 realmente mudou nossas vidas. Distanciamento social é a nova norma, e todos precisamos fazer isso. Ficar dentro e se manter sozinhos pode ajudar a coibir a propagação da infecção e ajudar nossos hospitais a funcionarem, diminuindo a carga de pacientes que chegam. E todos precisamos que nossos hospitais funcionem. Mas não é fácil nos isolar - como seres humanos, somos seres sociais.

Então, como podemos socializar no tempo do distanciamento social? Aqui estão alguns dos cenários mais comuns a serem considerados.

As crianças podem ter encontros ou apenas um amigo?

Em um estudo em pediatria, 13% das crianças eram assintomáticas - isso significa que tinham coronavírus, mas não apresentavam sintomas. Infelizmente, isso significa que mesmo o filho do seu vizinho que você conhece há anos e parece bem pode ter o vírus. Além disso, ele pode estar em contato com alguém que o possui. Infelizmente, por enquanto, playdates é um não.

Podemos ver a avó já que não estamos doentes?

Outro não. Os idosos estão especialmente em risco de ficarem realmente doentes e, como qualquer pessoa pode ser portadora, é aconselhável ficar longe da avó. Você pode facetime ela ou falar com ela via Skype. A interação visual pode ser muito melhor que o telefone. Além disso, se a avó estiver saudável, incentive-a a dar um passeio sozinha, mas tenha cuidado ao tocar em qualquer coisa e lave bem as mãos quando voltar.

Posso passear com um amigo?

Talvez. Se você está sem sintomas, e o amigo está sem sintomas, e os dois não têm problemas de saúde subjacentes, você pode fazer isso - se ficar um metro e oitenta! E certifique-se de não compartilhar uma garrafa de água ou tocar em algo deles. Fiz uma caminhada com um vizinho recentemente, e foi uma boa 'fuga', mas nós dois seguimos essas regras. Eu posso levá-la para tomar um café na varanda do lado de fora - vamos sentar a 2 metros e tomar copos de papel para que possamos descartá-los e reduzir a exposição.

De que outra forma posso interagir socialmente?

Ao contrário dos tempos da gripe ou poliomielite espanhola, temos muita sorte de ter uma tecnologia que podemos comunicar. Participe de uma teleconferência com seus colegas de trabalho para poder ver o rosto deles - a comunicação visual (ver expressões faciais) é uma parte importante da interação humana, e isso pode ajudá-lo a se sentir menos isolado. Faça chamadas visuais com amigos e familiares também; é maravilhoso ver os outros, mesmo que seja por uma tela.

Existe mais alguma coisa que possa ajudar a sensação de isolamento social e / ou sintomas de solidão?

Pesquisas mostram que uma maneira de nos sentirmos mais conectados é mostrar compaixão pelos outros. Atualmente, existem muitas pessoas em situação difícil - indústrias como restaurantes e lojas estão fechando as portas, deixando muitas pessoas sem emprego. Para 1 em cada 4 famílias que dependem do almoço escolar para alimentar seus filhos, a vida é muito desafiadora agora, com o fechamento das escolas. Você e seus vizinhos podem ajudá-los? Você pode chegar e ver se alguém precisa de comida quando você sai para uma mercearia e, possivelmente, entrega algumas sacolas para eles? A bondade para com os outros não apenas os ajuda, mas você também.

O distanciamento social pode parecer um isolamento social, mas podemos tentar fechar essa lacuna fazendo algumas das coisas acima. Não é fácil estar nessa circunstância, mas todos devemos fazer nossa parte para manter a nós mesmos e aos outros seguros.

Blog do WebMD © 2020 WebMD, LLC. Todos os direitos reservados.


texto original https://blogs.webmd.com/webmd-doctors/20200319/staying-social-during-social-distancing

sexta-feira, 20 de março de 2020

PANDEMIA! E AGORA, COMO FAÇO MEUS EXECÍCIOS FÍSICOS?

O nosso querido Profissional Voluntário da Educação Física, Prof Willian Fernandes fala para todos nós...
Preste muita atenção

<blockquote class="instagram-media" data-instgrm-captioned data-instgrm-permalink="https://www.instagram.com/tv/B971rrJnd03/?utm_source=ig_embed&amp;utm_campaign=loading" data-instgrm-version="12" style=" background:#FFF; border:0; border-radius:3px; box-shadow:0 0 1px 0 rgba(0,0,0,0.5),0 1px 10px 0 rgba(0,0,0,0.15); margin: 1px; max-width:540px; min-width:326px; padding:0; width:99.375%; width:-webkit-calc(100% - 2px); width:calc(100% - 2px);"><div style="padding:16px;"> <a href="https://www.instagram.com/tv/B971rrJnd03/?utm_source=ig_embed&amp;utm_campaign=loading" style=" background:#FFFFFF; line-height:0; padding:0 0; text-align:center; text-decoration:none; width:100%;" target="_blank"> <div style=" display: flex; flex-direction: row; align-items: center;"> <div style="background-color: #F4F4F4; border-radius: 50%; flex-grow: 0; height: 40px; margin-right: 14px; width: 40px;"></div> <div style="display: flex; flex-direction: column; flex-grow: 1; justify-content: center;"> <div style=" background-color: #F4F4F4; border-radius: 4px; flex-grow: 0; height: 14px; margin-bottom: 6px; width: 100px;"></div> <div style=" background-color: #F4F4F4; border-radius: 4px; flex-grow: 0; height: 14px; width: 60px;"></div></div></div><div style="padding: 19% 0;"></div> <div style="display:block; height:50px; margin:0 auto 12px; width:50px;"><svg width="50px" height="50px" viewBox="0 0 60 60" version="1.1" xmlns="https://www.w3.org/2000/svg" xmlns:xlink="https://www.w3.org/1999/xlink"><g stroke="none" stroke-width="1" fill="none" fill-rule="evenodd"><g transform="translate(-511.000000, -20.000000)" fill="#000000"><g><path d="M556.869,30.41 C554.814,30.41 553.148,32.076 553.148,34.131 C553.148,36.186 554.814,37.852 556.869,37.852 C558.924,37.852 560.59,36.186 560.59,34.131 C560.59,32.076 558.924,30.41 556.869,30.41 M541,60.657 C535.114,60.657 530.342,55.887 530.342,50 C530.342,44.114 535.114,39.342 541,39.342 C546.887,39.342 551.658,44.114 551.658,50 C551.658,55.887 546.887,60.657 541,60.657 M541,33.886 C532.1,33.886 524.886,41.1 524.886,50 C524.886,58.899 532.1,66.113 541,66.113 C549.9,66.113 557.115,58.899 557.115,50 C557.115,41.1 549.9,33.886 541,33.886 M565.378,62.101 C565.244,65.022 564.756,66.606 564.346,67.663 C563.803,69.06 563.154,70.057 562.106,71.106 C561.058,72.155 560.06,72.803 558.662,73.347 C557.607,73.757 556.021,74.244 553.102,74.378 C549.944,74.521 548.997,74.552 541,74.552 C533.003,74.552 532.056,74.521 528.898,74.378 C525.979,74.244 524.393,73.757 523.338,73.347 C521.94,72.803 520.942,72.155 519.894,71.106 C518.846,70.057 518.197,69.06 517.654,67.663 C517.244,66.606 516.755,65.022 516.623,62.101 C516.479,58.943 516.448,57.996 516.448,50 C516.448,42.003 516.479,41.056 516.623,37.899 C516.755,34.978 517.244,33.391 517.654,32.338 C518.197,30.938 518.846,29.942 519.894,28.894 C520.942,27.846 521.94,27.196 523.338,26.654 C524.393,26.244 525.979,25.756 528.898,25.623 C532.057,25.479 533.004,25.448 541,25.448 C548.997,25.448 549.943,25.479 553.102,25.623 C556.021,25.756 557.607,26.244 558.662,26.654 C560.06,27.196 561.058,27.846 562.106,28.894 C563.154,29.942 563.803,30.938 564.346,32.338 C564.756,33.391 565.244,34.978 565.378,37.899 C565.522,41.056 565.552,42.003 565.552,50 C565.552,57.996 565.522,58.943 565.378,62.101 M570.82,37.631 C570.674,34.438 570.167,32.258 569.425,30.349 C568.659,28.377 567.633,26.702 565.965,25.035 C564.297,23.368 562.623,22.342 560.652,21.575 C558.743,20.834 556.562,20.326 553.369,20.18 C550.169,20.033 549.148,20 541,20 C532.853,20 531.831,20.033 528.631,20.18 C525.438,20.326 523.257,20.834 521.349,21.575 C519.376,22.342 517.703,23.368 516.035,25.035 C514.368,26.702 513.342,28.377 512.574,30.349 C511.834,32.258 511.326,34.438 511.181,37.631 C511.035,40.831 511,41.851 511,50 C511,58.147 511.035,59.17 511.181,62.369 C511.326,65.562 511.834,67.743 512.574,69.651 C513.342,71.625 514.368,73.296 516.035,74.965 C517.703,76.634 519.376,77.658 521.349,78.425 C523.257,79.167 525.438,79.673 528.631,79.82 C531.831,79.965 532.853,80.001 541,80.001 C549.148,80.001 550.169,79.965 553.369,79.82 C556.562,79.673 558.743,79.167 560.652,78.425 C562.623,77.658 564.297,76.634 565.965,74.965 C567.633,73.296 568.659,71.625 569.425,69.651 C570.167,67.743 570.674,65.562 570.82,62.369 C570.966,59.17 571,58.147 571,50 C571,41.851 570.966,40.831 570.82,37.631"></path></g></g></g></svg></div><div style="padding-top: 8px;"> <div style=" color:#3897f0; font-family:Arial,sans-serif; font-size:14px; font-style:normal; font-weight:550; line-height:18px;"> Ver essa foto no Instagram</div></div><div style="padding: 12.5% 0;"></div> <div style="display: flex; flex-direction: row; margin-bottom: 14px; align-items: center;"><div> <div style="background-color: #F4F4F4; border-radius: 50%; height: 12.5px; width: 12.5px; transform: translateX(0px) translateY(7px);"></div> <div style="background-color: #F4F4F4; height: 12.5px; transform: rotate(-45deg) translateX(3px) translateY(1px); width: 12.5px; flex-grow: 0; margin-right: 14px; margin-left: 2px;"></div> <div style="background-color: #F4F4F4; border-radius: 50%; height: 12.5px; width: 12.5px; transform: translateX(9px) translateY(-18px);"></div></div><div style="margin-left: 8px;"> <div style=" background-color: #F4F4F4; border-radius: 50%; flex-grow: 0; height: 20px; width: 20px;"></div> <div style=" width: 0; height: 0; border-top: 2px solid transparent; border-left: 6px solid #f4f4f4; border-bottom: 2px solid transparent; transform: translateX(16px) translateY(-4px) rotate(30deg)"></div></div><div style="margin-left: auto;"> <div style=" width: 0px; border-top: 8px solid #F4F4F4; border-right: 8px solid transparent; transform: translateY(16px);"></div> <div style=" background-color: #F4F4F4; flex-grow: 0; height: 12px; width: 16px; transform: translateY(-4px);"></div> <div style=" width: 0; height: 0; border-top: 8px solid #F4F4F4; border-left: 8px solid transparent; transform: translateY(-4px) translateX(8px);"></div></div></div></a> <p style=" margin:8px 0 0 0; padding:0 4px;"> <a href="https://www.instagram.com/tv/B971rrJnd03/?utm_source=ig_embed&amp;utm_campaign=loading" style=" color:#000; font-family:Arial,sans-serif; font-size:14px; font-style:normal; font-weight:normal; line-height:17px; text-decoration:none; word-wrap:break-word;" target="_blank">Abrafibro</a></p> <p style=" color:#c9c8cd; font-family:Arial,sans-serif; font-size:14px; line-height:17px; margin-bottom:0; margin-top:8px; overflow:hidden; padding:8px 0 7px; text-align:center; text-overflow:ellipsis; white-space:nowrap;">Uma publicação compartilhada por <a href="https://www.instagram.com/willianf_trainerfitwf/?utm_source=ig_embed&amp;utm_campaign=loading" style=" color:#c9c8cd; font-family:Arial,sans-serif; font-size:14px; font-style:normal; font-weight:normal; line-height:17px;" target="_blank"> TrainerFit Willian Fernandes®</a> (@willianf_trainerfitwf) em <time style=" font-family:Arial,sans-serif; font-size:14px; line-height:17px;" datetime="2020-03-20T00:23:57+00:00">19 de Mar, 2020 às 5:23 PDT</time></p></div></blockquote> <script async src="//www.instagram.com/embed.js"></script>

sábado, 14 de março de 2020

UM RECADO SOBRE O CORONAVÍRUS

*POVO FIBROMIÁLGICO* ...
Estamos vivendo um período muito difícil que, é melhor pecar pelo excesso de zelo, que por negligência.
Saibam que todos podemos ser agentes transmissores, sem apresentar  sintomas.
O problema está em transmitirmos aos grupos de risco...idosos, cardiopatas, hipertensos, com problemas respiratórios, usuários de imunossupressores e baixa imunidade.
Precisamos dar um tempo em nossos costumes "latinos"... Beijo no rosto, aperto de mão, abraços...
Nossa Latinidade!
2 metros de distância entre as pessoas, e higiene total... Lavar muito bem as mãos, não levar as mãos ao olho, boca...
Muitos pensam... "A máscara protege" isso é falsa sensação.
A máscara bloqueia o contágio direto. Acontece que o vírus fica no ar, por um longo período... A máscara não fica "justinha" no rosto, filtrando o ar. Pelas laterais o ar contaminado pode passar.
E por favor, não reutilizem material descartável. Usou, jogue fora no lixo.
Por favor, tomem esses cuidados por você, por quem você ama, e até em respeito as outras pessoas.
Só com atitudes assertivas, atitudes certas e prevenção, conseguiremos interromper o contágio por este vírus.
Não há tratamento específico... E às pessoas dos grupos de risco podem morrer!
A grande maioria não dispõem de um plano de assistência médica ou tem condições de pagar por consultas e exames, para com maior rapidez obterem o diagnóstico.
Esta é nossa realidade!
Vamos acordar!
Preservar a vida depende de cada um de nós, sempre.
Faça tua parte, todo mundo agradece!
👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

*Sandra Santos*
_Presidente_
*Abrafibro Assoc Bras Dos Fibromiálgicos*

sexta-feira, 13 de março de 2020

REUNIÃO PARA REGULAMENTAÇÃO DA LEI N°11.177/2019 MA


REUNIÃO PARA REGULAMENTAÇÃO DA LEI N°11.177/2019 MA.

Reuniram-se na tarde de 13 de março de 2020, a representante e vice presidente da @abrafibro , @simoneelibombardi , a fisioterapeuta voluntária @lalahfisio , o Secretario Estadual @carloselula e coordenadora @nelbedeamorim da Secretaria de Estado da Saúde, o Secretario Marcos Pacheco, secretário de Estado Extraordinário de Articulação de Políticas Públicas do Governo do Maranhão assim como seus acessores.
A parceria com a SES vem surtindo bons resultados após audiências públicas, que sempre se colocou à disposição em prol dos Fibromiálgicos.
Em relação à Lei Sancionada, de autoria do Deputado Estadual @yglesio , ficou acordado que não será necessário a emissão de carteira de saúde para filas preferenciais em todo o Estado.
Os pacientes acometidos de fibromialgia deverão sempre ter em mãos o laudo médico, seja de origem pública ou privada, assim como uma cópia da Lei para comprovação da doença.
Também foram acertados outros detalhes para que haja ampliação dos tratamentos no Estado, assim como a articulação para a comemoração do dia 12 de maio, Dia do Enfrentamento e Conscientização da Fibromialgia.

@fibromialgiamaranhao
@gafibromaranhao
@gafibromialgiamaran

#abrafibro #gafibromialgiama #gafibromialgicosma #fibromialgiama #fibromialgia #dorcronica #dorcronicama #ligadadorma #maranhaoemfoco #maranhao
#governodoestadoma
#sesma
#filaspreferenciais #meusdireitos #juntossomosmaisfortes #simoneelibombardi
#fibromialgiamaranhao
#fibromialgiavisibilidade

#VamosLevantarEstaBandeira


Vamos simbolizar no Brasil a FM. Com o laço roxo, cor da FM no mundo, e a palavra FIBROMIALGIA em português/espanhol, primeiro idioma em toda América Latina.
Ajude a difundir!
#Fibromialgia
#FibromialgiaExiste
#VamosLevantarEstaBandeira
#FibromialgiaDói
#Respeito
@abrafibro_rs
@abrafibro_praiagrande
@abrafibro_mente_e_corpo
@aarafibro @fibromialgiabrasil @fibrogarj @gefibromg1 @neusa_noronha @fibromialgiamaranhao @donadolorida @combate_fibromialgia @gafibromialgiamaran
@sandra_brusky
@simoneelibombardi

quinta-feira, 12 de março de 2020

Comissão de Doenças Infecciosas - Sociedade Brasileira de Reumatologia - Covid 19

INFORMATIVO COVID-19COMISSÃO DE DOENÇAS INFECCIOSAS –SBR

2 de março de 2020


Cientes da preocupação gerada nos nossos pacientes com doenças reumáticas(DR)frente à possibilidade de uma epidemia pelo coronavírus,consequentemente, respondendo a muitos dos questionamentos que surgiram, a Comissão de Doenças Infecciosas da SBR preparou este documento informativo, no formato de perguntas e respostas.Importante ressaltar que o objetivo é informar e não
alarmar!

O que é o Coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causa infecções respiratórias. O novo coronavírus
(nCoV-19) foi descoberto em 31 de dezembro de 2019,após casos registrados na China e provoca a doença chamada COVID-19.
A infecção pelo nCoV-19 tem preocupado as autoridades de saúde por ser uma doença nova com grande capacidade de propagação. “Não há,até o momento, necessidade de pânico”, afirmou a Dra. Socorro Gross, representante da Organização Mundial de Saúde (OMS)no Brasil,em entrevista no último dia 27.02.2020.
Sabendo que pacientes com Doença Reumática (DR) necessitam fazer uso de medicamentos imunomoduladores e imunossupressores, incluindo corticosteroides, metotrexate, leflunomida,azatioprina, ciclofosfamida, tofacitinibe, ciclosporina, tacrolimus, micofenolato e todos os biológicos, os quais são medicamentos que interferem na resposta imune a infecções, listamos algumas orientações, considerando estas particularidades neste grupo de pacientes e a prevenção da doença causada pelo novo coronavírus.

1.Como o nCoV-19 age no portador de doenças reumáticas?

Os pacientes que apresentam algum grau de imunossupressão podem manifestar quadros infecciosos de maior gravidade. Portanto, na vigência de sintomas sugestivos de infecção pelo coronavírus, deverão buscar assistência médica.

2.O risco de um paciente com doença reumática contrair a infecção é diferente do risco da população em geral? Quais os cuidados de prevenção necessários para o paciente com doença reumática?

Os pacientes com doenças reumáticas e em uso de imunossupressores ou imunobiológicos podem
possuir um risco maior em contrair infecção. Recomenda-se primeiramente evitar exposição, ou seja, o que está descrito no quadro abaixo são os mesmos cuidados divulgados pelo Ministério da Saúde:


3.Para pacientes com doenças reumáticas, que fazem uso de biológico/imunossupressor ou corticoide, seria necessário suspender algumas dessas medicações?

Os pacientes que fazem uso de medicações imunossupressoras e/ou imunobiológicas  (ex: azatioprina, micofenolato, ciclofosfamida, infliximabe, rituximabe eprednisona acima de 20mg ao dia devem procurar assistência médica para avaliar a necessidade de suspender temporariamente essas
medicações. Existe um aumento do risco de contaminação nos pacientes com doenças reumáticas em
uso dessas medicações. A MELHOR ESTRATÉGIA É A PREVENÇÃO, ou seja, evitar a exposição, até que as vacinas específicas estejam disponíveis.

4.O paciente com a doença ativa está mais vulnerável?

O paciente com doença ativa deverá utilizar-se das medidas de prevenção do quadro acima, pois são mais susceptíveis a contraírem a infecção. Aqueles em uso de medicamentos do tipo imunossupressores e/ou imunobiológicos, e/ou apresentando sintomatologia semelhante a do coronavírus deverão suspender esses medicamentos e buscarem avaliação médica.

5.Quais as recomendações sobre aglomerações e viagem ao exterior?

Todos as pessoas, mesmo aquelas sem doenças reumatológicas imunomediadas, devem evitar viajar para os locais onde existam casos de coronavírus confirmados. Atenção especial aos pacientes com doença reumática que estejam em uso de imunossupressores ou imunobiológicos.Países que têm casos confirmados até o momento: Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Espanha, Filipinas, França,Irã, Itália, Malásia, Camboja, China, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Japão, Singapura, Tailândia, Vietnã.

Quem desejar monitorar os casos de coronavírus em tempo real, acesse o mapa da ocorrência do vírus em todo o planeta eque estás endo constantemente atualizado:

6.Caso contraia o vírus, ele pode piorar a minha doença?

Não há evidências robustas quanto a isso, pois se trata de uma doença viral de curto período de duração (até 12 dias) e de curso benigno, que vai parecer um resfriado na maioria dos casos. Caso apresente sintomas sugestivos e a infecção pelo coronavirus seja confirmada, é importante procurar seu médico para avaliação.

7.Se caso fabriquem uma vacina, nós poderemos tomar?

Ainda não dispomos de vacinas para esse vírus. Os pacientes com doenças reumatológicas e que estejam utilizando medicamentos imunossupressores e/ou imunobiológicos NÃO devem utilizar vacinas de vírus vivos atenuados de forma rotineira, e a indicação da vacinação deverá ser avaliada com o médico reumatologista. Caso a vacina não seja composta por vírus atenuados, poderá receber normalmente,como já é indicada a vacina H1N1 anualmente.

8.Pacientes que são professores, profissionais da área da saúde, ou pessoas que trabalham com o público e em lugares com aglomerações precisam ter cuidados especiais?

Sim, esses pacientes que estejam em locais de aglomerados de pessoas devem tomar as medidas de
prevenção acima descritas.

9.Alguns estudos recentes demonstraram resultados positivos da cloroquina no tratamento para o nCoV-19. Seria uma possibilidade em ser feito um tratamento empírico com tal medicamento, caso o indivíduo seja infectado?

Não existem, até o momento, evidências suficientes que respaldem recomendações para o uso rotineiro da cloroquina em casos agudos de infecção pelo coronavirus. O tratamento da infecção vai depender da evolução do caso e fica sob responsabilidade do médico que estiver acompanhando o paciente. As recomendações da OMS são:


10.Como poderemos nos prevenir? Vitamina C, D, ou alguma outra complementação com vitaminas, ajudam a fortalecer nosso corpo?

As medidas de proteção e de controle da disseminação do coronavírus são as mesmas utilizadas para
a população geral. Não existem evidências contundentes na literatura de redução do risco de infecção
com o uso de vitamina C ou vitamina D em altas doses. Portanto, não são recomendadas suplementações dessas vitaminas indiscriminadamente.
Estudos em seres humanos indicam que a vitamina C pode apresentar efeitos inespecíficos nas doenças virais severas do trato respiratório. Contudo, na  atual epidemia do novo coronavírus não existem evidências que indiquem uma modificação na incidência, na duração ou na gravidade da COVID-19. A Vitamina D é um hormônio, existem receptores para a vitamina D dentro de algumas células, inclusive em células do sistema imunológico. Mesmo assim,não existem evidências claras sobre o papel da vitamina D no fortalecimento do sistema imune e tão pouco recomendações do seu uso, seja em doses padronizadas ou em doses excessivas, na defesa contra o nCoV-19.

Para finalizar, como as atualizações são constantes, orientamos que procurem seguir informações de órgãos oficiais, visto muitas “Fake News” terem sido propagadas nas mídias sociais. 
Como sugestão, o Ministério da Saúde disponibilizou aplicativo (Coronavírus–SUS) sobre o coronavírus com informações, dicas, mapas de unidades de saúde, além de uma avaliação rápida sobre a relação de sintomas relatados com a definição de caso suspeito do vírus.

iOS:
Android:


quarta-feira, 11 de março de 2020

Redução da Carga Horária Funcionários Públicos em Tratamento de Fibromialgia no Maranhão - Projeto de Lei em Balsas MA

Balsas - Ma, através da vereadora @thalytalivia mais uma vez ajudando os fibromiálgicos no Estado do Maranhão a abraçar um Projeto de Lei!
Trata-se da redução de carga horária para funcionários públicos mediante comprovação de tratamento com atividades físicas.
A iniciativa beneficiará pessoas acometidas pela FIBROMIALGIA, onde se faz necessário não somente o tratamento medicamentoso, mas principalmente o tratamento multidisciplinar para que o paciente tenha o mínimo de qualidade de vida laboral.
A @abrafibro juntamente com seus voluntários não tem palavras para agradecer através da nossa coordenadora voluntária @simoneelibombardi por todo empenho.

@gafibromialgiamaran. @fibromialgiamaranhao

#abrafibro  #vereadorathalytalivia #balsas #balsasma  #funcionalismopublico  #maranhaonoticias #maranhaoemfoco #maranhao #fibromialgia #fibromialgiamaranhao #fibromialgianordeste #dorcronica #dorcronicama #dorinvisivel #dorinvisivelma #ligadadorma #fibromialgianaoefrescura #inclusão #qualidadedevida #gafibromialgiama #simoneelibombardi #meusdireitos #qualidadedevida #tratamentomedico #condicoeshumanas
#humanizacao
#saudemaranhao


Redução da Carga Horária Funcionários Públicos em Tratamento de Fibromialgia no Maranhão - Projeto de Lei em Santa Ines MA

SANTA INÊS - Ma
Através da vereadora Creuza Ribeiro Brito que mais uma vez ajudando os fibromiálgicos no Estado do Maranhão a abraçar um Projeto de Lei!

Trata-se da redução de carga horária para funcionários públicos mediante comprovação de tratamento com atividades físicas.

A iniciativa beneficiará várias pessoas acometidas pela FIBROMIALGIA, onde se faz necessário não somente o tratamento medicamentoso, mas principalmente o tratamento multidisciplinar para que o paciente tenha o mínimo de qualidade de vida laboral.

A @abrafibro através de sua voluntária, coordenadora e vice-presidente @simoneelibombardi, junto aos voluntários do @gafibromialgiamaran. e @fibromialgiamaranhao não tem palavras para agradecer por todo empenho e dedicação às pessoas que sofrem com a dor crônica.
Por mais qualidade de vida aos funcionários públicos!


#abrafibro #vereadoracreusaribeirobrito
#creusabrito #santainesma #santaines #funcionalismopublico #maranhaonoticias #maranhaoemfoco #maranhao #fibromialgia #fibromialgiamaranhao #fibromialgianordeste #dorcronica #dorcronicama #dorinvisivel #dorinvisivelma #ligadadorma #fibromialgianaoefrescura #inclusão #qualidadedevida #gafibromialgiama #simoneelibombardi #meusdireitos #tratamentomedico #condicoeshumanas
#humanizacao

A representante da Abrafibro em Araras (Arafibro) participará de evento solene em homenagem ao dia das Mulheres

A representante da Abrafibro em Araras (Arafibro) participará de evento solene em homenagem ao dia das Mulheres
ParabénsVivianne Santhos!
Sua luta nos motiva!


terça-feira, 10 de março de 2020

Já pensou em sentir que está "gripando" todo dia?

Como eu explico como é a fibromialgia


Stephenie Hamen
15 de janeiro de 2020

Tired woman looking down at coffee cup.
Mulher cansada, olhando para a xícara de café.

Alguém uma vez me pediu para descrever como é a fibromialgia. Bem, não apenas uma pessoa, mas comecei a pensar em como explicar quando a primeira pessoa perguntou. Com o tempo, minha descrição se transformou um pouco, mas eu encontrei uma descrição que as pessoas parecem entender mais.

Há muitas maneiras diferentes de a fibromialgia afetar as pessoas - podemos ter o mesmo diagnóstico, mas a jornada, os sintomas e as experiências de todos são diferentes. Eu contei às pessoas sobre a "teoria das colheres", bem como outras descrições. Este, no entanto, parece funcionar melhor para mim.

Quando as pessoas me perguntam agora sobre a minha fibromialgia, percebo que elas não estão sendo intrometidas - elas são realmente curiosas e / ou preocupadas. Em vez de simplesmente exagerar com uma resposta de uma frase, dou a eles alguns minutos para ajudá-los a ter um vislumbre, sem assustá-los. Aqui está como vai:

Um dia eu acordei e pensei que estava pegando gripe. Eu tinha toda aquela dor, me sentia exausto e cansado, além de estar enevoado - era como andar na neblina. Todos nós já tivemos isso, certo? Geralmente é a primeira indicação de que um inseto desagradável está prestes a se instalar e atrapalhar alguns dias de nossa vida. Podemos pegar alguma coisa, na esperança de mantê-la afastada, mas geralmente é tarde demais e estamos deprimidos até que passe. Pode ser um problema estomacal. Pode ser um resfriado. Podemos ganhar na loteria e conseguir as duas ao mesmo tempo. Seja o que for, no entanto, temos aquele dia de toda a excentricidade para nos preparar para o que está por vir.

Agora, imagine acordar nesse estado pré-gripe todos os dias. Como todo mundo. Solteiro. Dia.

Alguns dias são melhores que outros. Alguns dias parece uma gripe completa. Outros dias eu sou muito bom e continuo meu dia. Existem crises que causam problemas adicionais com pontos de dor específicos, problemas de IBS, enxaquecas e muito mais, mas o dia normal é como caminhar, trabalhar, viver, amar, rir, rir e chorar em um estado pré-gripe. Esta ilustração parece trazê-lo para casa para as pessoas - todos tiveram aqueles dias ruins, por isso é fácil para eles se relacionarem com essa ilustração de como é.


Felizmente, meu atual regime de medicação funciona bem para manter minha fibromialgia mais gerenciável e tolerável. Para algumas pessoas, é muito pior, por isso sou abençoado por ter encontrado ótimos médicos e ter conseguido chegar a um nível que me permita viver minha vida sem ônus.

Texto original
https://www.yahoo.com/lifestyle/explain-fibromyalgia-feels-035923700.html


Estudo brasileiro aprimora terapia que trata câncer de pele e fibromialgia

À esquerda, células humanas tratadas com um fotossensibilizador não específico; ao centro, cultura tratada com pigmento capaz de causar dano paralelo nas membranas dos lisossomos e mitocôndrias; e, à esquerda, a cultura controle - WK Martins et al / Autophagy

À esquerda, células humanas tratadas com um fotossensibilizador não específico; ao centro, cultura tratada com pigmento capaz de causar dano paralelo nas membranas dos lisossomos e mitocôndrias; e, à esquerda, a cultura controleImagem: WK Martins et al / Autophagy


Resultados de um estudo publicado no Journal of the American Chemical Society poderão contribuir para aprimorar as técnicas de terapia fotodinâmica —feitas à base de compostos que, ao serem expostos à luz, desencadeiam processos bioquímicos capazes de romper a membrana de células-alvo. Essa terapia é testada para o tratamento de câncer de pele e fibromialgia.

Conduzida por um grupo vinculado ao Centro de Pesquisa em Processos Redox em Biomedicina (Redoxoma), a pesquisa mostrou que a degradação dos chamados fotossensibilizadores, que são as moléculas usadas para tornar as células mais sensíveis à luz, é um passo fundamental para a ação desses compostos. Até então, acreditava-se que , para serem eficientes, os fotossensibilizadores não poderiam sofrer degradação por luz (fotobranqueamento) durante o processo.

O Redoxoma é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) financiado pela Fapesp no Instituto de Química (IQ) da Universidade de São Paulo (USP).
Para chegar às conclusões descritas no artigo, os pesquisadores desenvolveram diferentes pigmentos orgânicos sensíveis à luz conhecidos como porfirazinas. O objetivo foi entender quais processos essas moléculas induzem na membrana das células quando expostas à luz.

Todas as porfirazinas usadas na pesquisa eram capazes de gerar a mesma quantidade de oxigênio singlete (espécie eletronicamente excitada da molécula de oxigênio), um conhecido fator indutor de oxidação das membranas expostas à luz. Desse modo, os pesquisadores puderam observar com mais atenção os outros processos causadores de dano celular induzidos pelos pigmentos.

"Vimos que as porfirazinas, além de atuarem como fotossensibilizadoras por meio do mecanismo já conhecido de produção de oxigênio singlete, também atuam como agentes oxidantes por reações de contato, removendo elétrons diretamente das duplas ligações dos lipídios. O resultado dessas reações é a formação de radicais livres, que oxidam os lipídios presentes na membrana das células e geram mais danos, potencializando seu efeito", explicou Thiago Teixeira Tasso, primeiro autor do artigo. A investigação foi realizada durante seu estágio de pós-doutorado no IQ-USP apoiado pela Fapesp. Atualmente, Tasso é professor do Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Em um trabalho anterior, o grupo coordenado por Mauricio da Silva Baptista, professor do IQ-USP e coautor do artigo, havia demonstrado que um fator importante para causar danos irreversíveis às membranas era a formação de aldeídos lipídicos, substâncias que abrem poros na estrutura externa da célula e levam ao vazamento do conteúdo interno.

"A descoberta tem potencial de mudar o paradigma de que a degradação do fotossensibilizador seria algo prejudicial, que diminuiria a sua eficiência. No estudo, observamos que, dependendo da molécula, esse fotobranqueamento pode ser benéfico e aumentar o dano causado à membrana", disse Baptista.

O trabalho integra o projeto "Fotossensibilizadores: estudos de propriedades fundamentais e aplicações biológicas", apoiado pela Fapesp e coordenado por Paula Homem-de-Mello, professora do Centro de Ciências Naturais e Humanas da Universidade Federal do ABC (CCNH-UFABC).

Destruição de membrana

Para contribuir com a criação de fotossensibilizadores mais eficientes, o grupo do IQ-USP busca entender os mecanismos que causam danos à membrana e, consequentemente, induzem a morte celular.

No estudo, os pesquisadores compararam dois fotossensibilizadores à base de porfirazina. Ambos possuem propriedades fotofísicas semelhantes, mas diferentes sensibilidades ao fotobranqueamento.

Em dois modelos capazes de simular in vitro a membrana celular (por meio de substâncias também encontradas nas células) observou-se que, quanto maior a velocidade de fotobranqueamento dos fotossensibilizadores, mais rapidamente era induzida a formação de poros na estrutura. Isso ocorre porque o fotossensibilizador, quando exposto à luz, extrai elétrons da dupla ligação que ocorre nos lipídios das membranas, causando seu rompimento.

"Comprovamos que o fotobranqueamento, algo que era evitado por quem sintetiza esse tipo de molécula, na verdade é importante. Então, em vez de evitar esse fenômeno, deve-se dar preferência às moléculas que degradam mais e reaplicá-las sempre que necessário", explicou Baptista.

O grupo agora testa os fotossensibilizadores usados no estudo em células humanas, a fim de verificar se o fenômeno se repete. Caso o resultado se confirme, as moléculas poderão ser encaminhadas para testes em animais.

Texto original