Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas com diversos aspectos, como: tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.

Quer saber o que é FIBROMIALIGIA? na coluna ao lado esquerdo das postagem clique no link "Mas o que é fibromialgia"


TRADUTOR

Mostrando postagens com marcador grupo de apoio em São Paulo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador grupo de apoio em São Paulo. Mostrar todas as postagens

domingo, 7 de agosto de 2011

GRUPOS DE APOIO EM SÃO PAULO

Centros de Referência em Atenção e tratamento da Fibromialgia em São Paulo/SP

Serviços

Ambulatório de Fibromialgia da UNIFESP.

Atendimentos às Segundas-Feiras, no período da manhã.

Local: Ambulatório de Especialidades do Hospital São Paulo, situado à Rua José de Magalhães, 340 - Vila Clementino, São Paulo, SP.

Telefones Úteis do Ambulatório: 5573-3011, 5539-2105 e 5549-2548

Mini DVDoteca da Fibromialgia

Assista alguns DVDs de temas relacionados à fibromialgia.
Local: Centro Alfa de Habilidades em Saúde - Rua Estado de Israel, 289
Telefone: 5908-0594 (falar com Sr. Urias).

Outros Centros de Referência em Atenção e tratamento da Fibromialgia em São Paulo

Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício (CEPE)
Rua Marselhesa, 535 - Vila Clementino
São Paulo – SP
http://www.cepebr.org
Tel./Fax.: (0xx11) 2149-0155 / (0xx11) 5572-5092

Lar Escola São Francisco – Centro de Reablitação
Rua dos Açores, 310 - Jd. Luzitania – Ibirapuera
São Paulo – SP / CEP: 04032 – 060
e-mail:faleconosco@lesf.org.br
http://www.lesf.org.br
Fones: (0xx11) 5904-8023 / (0xx11) 5904-8024

Divisão de Medicina de Reabilitação (DMR) – USP
Rua Diderot, 43 - Vila Mariana
São Paulo – SP / CEP: 04116-030
e-mail: dmr@hcnet.usp.br
http://www.hcnet.usp.br/haux/dmr
Fone: (0xx11) 5549-0111 / Fax: (0xx11) 5549-0556
*A DMR possui também atendimentos na unidade Umarizal e na estação especial da Lapa

GRUPASP – Grupo de Pacientes Artríticos de São Paulo
Rua Leandro Dupré, 178 - Vila Clementino
São Paulo – SP / CEP: 04025-010
E-mail: grupasp@grupasp.org.br
Site: www.grupasp.org.br
Fones: (0xx11) 5574-6438 ou (0xx11) 5574-5996

Centro de Tratamento de Dor da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
Rua Dr. Cesário Mota Junior, 112 - Santa Cecília
São Paulo – SP / CEP: 01221-020
Fone: (0xx11) 3226-7000

UNIDOR - Ambulatório de Dor do Hospital Beneficiência Portuguesa
Rua Maestro Cardim, 769 - Bloco 01 - Primeiro Subsolo
São Paulo – SP / CEP: 01323-001
Fone: (0xx11) 3253-5022

Ambulatório de Dor do Hospital do Servidor Público Estadual
Av. Ibirapuera, 981 6º andar - Vila Clementino
São Paulo – SP / CEP: 04039-004
Fone: (0xx11) 574 0211

Ambulatório de Dor do Hospital das Clínicas de São Paulo
Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 155 - Cerqueira César
São Paulo – SP / CEP: 05403-010
Fone: (0xx11) 3069-6341

Clínica de Dor do Hospital Nove de Julho
Rua Peixoto Gomide, 613 - Cerqueira César
São Paulo – SP / CEP: 01409-902
www.h9j.com.br
Fone: (0xx11) 3147-9430