Seja Bem Vindo ao Universo do Fibromiálgico

A Abrafibro - Assoc Bras dos Fibromiálgicos traz para você, seus familiares, amigos, simpatizantes e estudantes uma vasta lista de assuntos, todos voltados à Fibromialgia e aos Fibromiálgicos.
A educação sobre a Fibromialgia é parte integrante do tratamento multidisciplinar e interdisciplinar ao paciente. Mas deve se estender aos familiares e amigos.
Conhecendo e desmistificando a Fibromialgia, todos deixarão de lado preconceitos, conceitos errôneos, para darem lugar a ações mais assertivas em diversos aspectos, como:
tratamento, mudança de hábitos, a compreensão de seu próprio corpo. Isso permitirá o gerenciamento dos sintomas, para que não se tornem de difícil do controle.
A Fibromialgia é uma síndrome, é real e uma incógnita para a medicina.
Pelo complexo fato de ser uma síndrome, que engloba uma série de sintomas e outras doenças - comorbidades - dificulta e muito os estudos e o próprio avanço das pesquisas.
Porém, cientistas do mundo inteiro se dedicam ao seu estudo, para melhorar a qualidade de vida daqueles por ela atingidos.
Existem diversos níveis de comprometimento dentro da própria doença. Alguns pacientes são mais refratários que outros, ou seja, seu organismo não reage da mesma forma que a maioria aos tratamentos convencionais.
Sim, atualmente compreendem que a síndrome é "na cabeça", e não "da cabeça". Esta conclusão foi detalhada em exames de imagens, Ressonância Magnética Funcional, que é capaz de mostrar as zonas ativadas do cérebro do paciente fibromiálgico quando estimulado à dor. É muito maior o campo ativado, em comparação ao mesmo estímulo dado a um paciente que não é fibromiálgico. Seu campo é muito menor.
Assim, o estímulo dispara zonas muito maiores no cérebro, é capaz de gerar sensações ainda mais potencialmente dolorosas, entre outros sintomas (vide imagem no alto da página).
Por que isso acontece? Como isso acontece? Como definir a causa? Como interromper este efeito? Como lidar com estes estranhos sintomas? Por que na tenra infância ou adolescência isso pode acontecer? Por que a grande maioria dos fibromiálgicos são mulheres? Por que só uma minoria de homens desenvolvem a síndrome?
Estas e tantas outras questões ainda não possuem respostas. Os tratamentos atuais englobam antidepressivos, potentes analgésicos, fisioterapia, psicoterapia, psiquiatria, e essencialmente (exceto com proibição por ordem médica) a Atividade Física.
Esta é a parte que têm menor adesão pelos pacientes.
É dolorosa no início, é desconfortante, é preciso muito empenho, é preciso acreditar que a fase aguda da dor vai passar, trazendo alívio. Todo paciente precisa de orientação médica e/ou do profissional, que no caso é o Educador Físico. Eles poderão determinar tempo de atividade diária, o que melhor se adequa a sua condição, corrige erros comuns durante a atividade, e não deixar que o paciente force além de seu próprio limite... Tudo é comandado de forma progressiva. Mas é preciso empenho, determinação e adesão.
Você pode seguir nossos outros canais de notícias.
Escolha:
Aqui, você pode cadastrar seu e-mail, logo abaixo, na coluna à sua direita.
Ou escolher entre:
WhatsApp
Telegram

Notícias sobre Fibromialgia e Saúde.
Não são grupos interativos.

Discutimos ações em parcerias com pacientes e parlamentares, na busca por políticas públicas que dignifiquem e tragam à tona assuntos e benefícios importantes para nossa qualidade de vida.

TRADUTOR

Siga-nos por e-mail

sexta-feira, 2 de julho de 2021

Respire melhor para viver melhor: por que respirar é o seu superpoder

 Respiração tem impacto na postura, no movimento e na dor crônica

  Foto: Getty Images /Respiração tem impacto na postura, no movimento e na dor crônica

Treinadora de atletas ensina técnicas de respiração que melhoram o sono, a qualidade de vida e evitam dores

Dana Santas, da CNN
26 de junho de 2021 às 04:30
 
A respiração é uma força poderosa - sem ela, não há vida. Mas o que você pode não perceber é que a qualidade da sua respiração afeta diretamente a sua qualidade de vida. Ela desempenha um papel vital em como você pensa, sente, descansa e se recupera, e ainda afeta sua postura e seus movimentos.
 
Nesta série de quatro partes, estou usando minhas quase duas décadas como treinadora de respiração e de mente-corpo em esportes profissionais para explicar a poderosa influência da respiração em nossas vidas e compartilhar as mesmas técnicas que uso com atletas, para que qualquer um possa aproveitá-las e mudar seus hábitos. 
 

Este primeiro artigo estabelece a base, abrindo seus olhos para o poder inato que você possui por meio da respiração. A seguir, falarei sobre o impacto da respiração na postura, nos movimentos e na dor crônica. Na terceira parte, eu ensino maneiras de alavancar sua respiração para ter um sono melhor e uma recuperação geral. Por último, você aprenderá a respirar melhor para controlar o estresse e melhorar o foco.

Ao longo da série, você também encontrará comentários e conselhos de alguns dos atletas e treinadores com quem trabalho nos esportes profissionais.

Respiração automática x respiração consciente

A respiração é normalmente considerada automática. Isso porque faz parte do nosso sistema nervoso autônomo, o que significa que não precisamos pensar sobre isso para que aconteça, como a digestão ou a circulação. O processo metabólico da respiração, que fornece oxigênio a todos os tecidos do corpo e remove o dióxido de carbono, é involuntário.

Mas o ato de respirar - o padrão de movimento que alimenta a respiração - é um movimento voluntário que você pode controlar à vontade. E por causa do papel primordial da respiração em mantê-lo vivo, a qualidade de sua respiração pode impactar todos os outros sistemas do corpo. Isso significa que você tem o poder de usar ativamente sua respiração para afetar positivamente sua saúde e seu bem-estar em muitos níveis.

O poder de respirar

Alterar intencionalmente a cadência e a mecânica de sua respiração permite que você influencie outros aspectos de seu sistema nervoso. A maneira como você respira afeta sua frequência cardíaca, pressão arterial, resposta ao estresse e até mesmo o estado do seu cérebro.

Quando você entende o poder de sua respiração, pode alavancar um padrão de respiração mais lento e com foco em "descansar e restaurar" seu sistema nervoso para ajudá-lo a se acalmar, aumentar sua concentração, dormir e muito mais.

O goleiro aposentado da NHL, vencedor do prêmio Conn Smythe e atleta olímpico Tim Thomas, que tive a honra de treinar ao longo de sua carreira, disse certa vez sobre sua respiração: "Sinto que posso desacelerar tudo. Esse é o poder da consciência da respiração.

O poder da respiração em prática

Tive o privilégio de, no ano passado, começar a trabalhar como consultora de respiração e mobilidade do time de baisebol New York Yankees. O astro do campo Aaron Judge compartilhou o sua experiência no treinamento de respiração: "Tento estar na vanguarda de tudo em saúde e preparo físico para manter o melhor desempenho. No entanto, há uma coisa simples que eu havia esquecido, até recentemente, que poderia me ajudar na recuperação, na postura, no movimento e na melhora da dor em geral: a respiração."

Judge e eu começamos a incorporar exercícios de respiração em seu treinamento. Ele disse: "No início, eu não conseguia entender como algo que já faço naturalmente pode afetar meu desempenho e minha vida cotidiana. "Eu pensei comigo mesmo: 'Respiro o dia todo, como 5 a 10 minutos de respiração concentrada podem fazer a diferença?'. Eu estava errado. Percebi uma mudança e uma sensação de alívio imediatamente, após as primeiras sessões. Não apenas senti liberdade em meu torso e quadris, como quase me senti mais alto, o que pode ser difícil de acreditar, pois já tenho 1,98 m. "Isso mudou a maneira como me preparo a cada dia e a cada jogo que jogo."

O problema com a respiração deficiente

Infelizmente, muitas pessoas estão inadvertidamente presas a um padrão respiratório defeituoso, superficial e voltado para a parte superior do peito. Quando isso acontece, sua respiração, essa superpotência, pode realmente trabalhar contra você, puxando-o mais para o aspecto simpático de "lutar ou fugir" de seu sistema nervoso, contribuindo para sentimentos de agitação, ansiedade e depressão.

A respiração abaixo do ideal não afeta apenas como você pensa e sente - porque é um padrão de movimento -, afeta sua postura e mobilidade e pode até contribuir para a dor crônica, especialmente nas costas, no pescoço e nos ombros.

O diafragma, principal músculo respiratório, também é um músculo postural e central fundamental. E é por isso que treinar sua respiração pode melhorar significativamente a postura, o movimento e o alívio da dor - mas abordaremos isso em detalhes no próximo artigo da série.

Além de treinar atletas para respirar melhor, também faço apresentações sobre respiração em todo o mundo, e uma das perguntas mais comuns que me fazem é: "Como minha respiração tornou-se deficiente?". Existem inúmeras influências que podem alterar sua respiração, como estresse, doenças, lesões, atividades e roupas ou equipamentos restritivos.

Respirar é fundamental para a vida, portanto, em situações que comprometem a respiração ideal, seu corpo descobrirá um padrão adaptativo para receber oxigênio para mantê-lo vivo. Na maioria dos casos, isso acaba sendo o padrão raso e orientado para a parte superior do tórax que mencionei acima. No contexto dessas situações, esse padrão de respiração não é defeituoso, é uma coisa boa, como um mecanismo de emergência adaptável.

No entanto, torna-se um problema quando as circunstâncias temporárias que estavam comprometendo sua mecânica respiratória se resolvem, mas sua respiração não retorna a um padrão ideal, profundo e lento.

É por isso que respirar é uma ação voluntária - e é crucial pensar dessa forma. Com isso em mente, você pode assumir o controle proativamente, quando necessário, para redefinir e restaurar a respiração ideal para melhor atendê-lo em todas as experiências de sua vida.

Por que você deve treinar sua respiração

Comecei minha carreira em esportes profissionais como instrutora de ioga antes de estudar força e condicionamento, biomecânica da respiração e outras modalidades de treinamento de alto desempenho. Uma das práticas fundamentais da ioga tradicional é o pranayama, a prática da regulação da respiração.

A palavra "pranayama" é sânscrita, e acredita-se que tenha se originado há pelo menos 4.000 anos. A primeira parte do termo, "prana", se traduz em força vital em inglês; "yama" se traduz em controle. Portanto, as práticas de respiração do pranayama são projetadas para controlar sua força vital.

Costumo voltar às minhas raízes iogues ao explicar a importância de treinar a respiração para as pessoas que não têm consciência de seu poder, dizendo-lhes: controle sua respiração, controle sua vida. Mas você não precisa acreditar apenas na minha palavra.

"Esses pequenos movimentos e as respirações controladas estavam causando um grande impacto na minha postura. E, mentalmente, eu me sentia revigorado após cada sessão, pronto para começar meu dia", disse Judge, que apregoa os benefícios para todos.

"O simples ato de treinar seu respirar não é só para atletas. É algo que todo mundo que trabalha muitas horas em uma mesa ou fica em pé o dia todo ou até mesmo quem está interessado apenas em passar alguns minutos longe de tudo para se recarregar deve fazer. "

Se você quiser aprender mais sobre como a respiração pode impactar positivamente sua própria postura, seus movimentos, o alívio da sua dor, sua recuperação e seu estado mental, leia os próximos artigos de nossa série.

Na próxima semana, explicarei como você pode treinar sua respiração como um padrão de movimento ideal e compartilharei alguns dos mesmos exercícios de respiração posicional que faço com Judge e outros atletas profissionais que também podem funcionar para você.

Quer você seja um atleta de elite se preparando para uma competição ou simplesmente alguém tentando dar o melhor de si para atuar na vida diária, aprender a otimizar sua superpotência respiratória é realmente uma virada de jogo.

Este texto é uma tradução; para ler o original em inglês, clique aqui.

 Observação: "*Na fonte você encontrará o texto em áudio."

fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2021/06/26/respire-melhor-para-viver-melhor-por-que-respirar-e-o-seu-superpoder

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou da matéria? Ajudou-lhe de alguma forma? Deixe sua opinião e seu comentário: Agradecemos!